A Convenção de Estocolmo sobre poluentes orgânicos persistentes

DSpace Repository

A- A A+

A Convenção de Estocolmo sobre poluentes orgânicos persistentes

Show full item record

Title: A Convenção de Estocolmo sobre poluentes orgânicos persistentes
Author: Albuquerque, Letícia
Abstract: O presente trabalho trata das dimensões da eficácia da política de segurança química no contexto atual das relações internacionais a partir da análise da Convenção de Estocolmo sobre Poluentes Orgânicos Persistentes (Pops). Caracterizando-se a sociedade moderna como sociedade de risco, sobretudo no que diz respeito à segurança química, é demonstrado que a proliferação de diversas normas, tratados e convenções internacionais de meio ambiente através da conquista de espaços cada vez mais amplos na agenda internacional, não assegura resultados práticos satisfatórios. É apresentada na pesquisa a contradição evidente entre as políticas ambientais adotadas (ou não) pelos países signatários da Convenção de Estocolmo sobre Pops, especialmente do Brasil, e as metas propostas para barrar a poluição química do planeta através da própria Convenção e outras convenções internacionais que tratam do tema. Destaca-se que a lógica dominante no âmbito das relações internacionais em matéria de meio ambiente, em especial em relação à segurança química, continua dando prioridade ao comércio internacional em detrimento da segurança da saúde humana e do meio ambiente apesar dos inúmeros alertas a respeito dos riscos que a proliferação indiscriminada de substâncias químicas representa para o futuro da humanidade.
Description: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direito.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/86076
Date: 2003


Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar