Traduações

DSpace Repository

A- A A+

Traduações

Show full item record

Title: Traduações
Author: Hilgert, Mariana Cristine
Abstract: O primeiro objetivo desse trabalho é propor um caminho de entendimento para a poesia de Manoel de Barros com o corpo. A dança e a performance constituem a forma desse corpo, e também a natureza do caminho, confirmando com isso aquilo que sugere o poeta: poesia não é para compreender, mas para incorporar. Seis poemas de Canto do Mato Gesang des Dickichts (2013), antologia português-alemão-fotografia de Barros e Britta Morisse Pimentel, compõem o corpus tradutório do trabalho. A cada um, proponho uma tradução que brota junto ao chão da cidade e ao solo poético de Barros uma traduação. Essa noção reúne performance, poesia e espaço urbano, concretizando aquele objetivo inicial da tese. Ela tomou forma ao longo da pesquisa e, sobretudo, no contexto dos laboratórios de tradução realizados entre 2015 e 2016 as Oficinas de Transver. As traduações possuem três estratos: referem-se, primeiramente, às seis traduções-performances realizadas por mim na cidade de Berlim, Alemanha, e disponibilizadas online por meio de registros em foto e vídeo (https://marianahilgert.wixsite.com/traduacoes). Enquanto conceito, sugerem, em segundo lugar, a possibilidade teórica de se traduzir entre palavra e movimento. Por fim, apontam para os relatos verbais de cada uma das performances e seus respectivos critérios tradutórios. A proposta das traduações ratifica, assim, uma forma lateral de se entender e, logo, de se traduzir. É um caminho tradutório indireto, de natureza de rodeio (BLUMENBERG, 1987; SCHULER ZEA, 2008, 2010), que faz ecoar os desvios poéticos de Barros. Daí tem-se o segundo objetivo do trabalho: pavimentar um caminho de entendimento para a tradução. Essa via, delineada por princípios hermenêuticos, convoca o corpo para o centro da discussão, abrindo espaço para questões de subjetividade, criatividade e temporalidade na tradução, e dialogando com a noção de pesquisa-artística. Compondo com esses dois objetivos centrais, a pesquisa propõe ainda um percurso pela poesia de Barros. Esse começa pela divisão dos capítulos, cada qual celebrando um verso do poeta; alcança Canto (2013) que, mais do que corpus tradutório, levanta questões sobre autoria e soberania do original ; e chega a lugar nenhum, fazendo jus à incompletude que rege o entendimento de sua poesia.Abstract : The first goal of this work is to suggest a way of understanding the poetry of Manoel de Barros with the body. Dance and performance shape the form of this body and the nature of this way, attesting what the poet himself says, i.e., poetry is not be understood, but to be embodied. The translation corpus consists of six poems from the portuguese-german-photography anthology Canto do Mato Gesang des Dickichts (2013), produced by Barros and Britta Morisse Pimentel. In my work, I propose a translation to each poem, one that arises from the ground of the city and the poetic soil of Barros. This notion of translation, that brings together performance, poetry and the urban space is what I will call here traduação, or translaction, and gives form to the first goal of this work. It emerged over the years of research and mainly in the realm of the translation workshops that took place between 2015 and 2016, the so called Oficinas de Transver. The translactions consist of three layers. Firstly they refer to the six translation performed by me in Berlin, Germany, and made available online through photos and videos (https://marianahilgert.wixsite.com/traduacoes). As a concept, they confirm as well the theoretical possibility of translating between words and movements. Finally, they point towards the written reports on each performance and the suggested translation criteria. What the translactions are actually proposing is a lateral way of understanding and therefore of translation. It is an indirect path of translating, a detour (Umweg) (BLUMENBERG, 1987; SCHULER ZEA, 2008, 2010), that also resonates with the poetical detours of Barros. From this arises the second goal of this work: to pave a way of understanding translation. This path is outlined by hermeneutic principles, therefore pushing the body to the focus of discussion, acknowledging the role of subjectivity, creativity and temporality in translation and engaging with ideals of an artistic research. Aligned with these two goals, this work also proposes a journey through the poetical work of Manoel de Barros. It begins by the structure each chapter refers to one verse of Barros , reaches Canto (2013) which brings up questions of authorship and the sovereignity of the original and arrives nowhere, doing justice to the incomplete nature that rules the understanding of Barros poetry.
Description: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, Florianópolis, 2018.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/193911
Date: 2018


Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar