Multiculturalidade e colaboração crítica entre surdos e ouvintes na visão de um pesquisador tradutor-intérprete de libras/português

DSpace Repository

A- A A+

Multiculturalidade e colaboração crítica entre surdos e ouvintes na visão de um pesquisador tradutor-intérprete de libras/português

Show simple item record

dc.contributor.author OLIVEIRA, Everton Pessôa
dc.date.accessioned 2018-10-18T00:15:29Z
dc.date.available 2018-10-18T00:15:29Z
dc.date.issued 2016
dc.identifier.citation OLIVEIRA, Everton Pessôa. Multiculturalidade e colaboração crítica entre surdos e ouvintes na visão de um pesquisador tradutor-intérprete de libras/português. 2016. 176 f. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. 2016. Orientadora: Dra. Fernanda Coelho Liberali pt_BR
dc.identifier.uri https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/190622
dc.description.abstract Esta pesquisa tem por objetivo investigar as contradições multiculturais presentes nas relações entre surdos e ouvintes no Projeto Digit-M-ed São Paulo. No bojo da investigação, objetiva-se, também, confrontar as formas como os conceitos de multiculturalidade (MOREIRA; CANDAU, 2011; ROJO, 2012; SANTOS, 2010) e de colaboração crítica estão inseridos no ambiente de pesquisa e como pesquisadores, coordenadores, alunos e, em especial, tradutores-intérpretes de Língua de Sinais - Português contribuem na relação surdo-ouvinte a fim de promover transformações nas práticas discursivas dos participantes da pesquisa. Justifica-se a produção desta dissertação por introduzir formas diferentes de refletir o processo de ensino- aprendizagem de alunos surdos e ouvintes em espaços compartilhados. A base teórica está pautada na Teoria da Atividade Sócio-Histórico-Cultural, a partir das contribuições de Vygotsky (1930/1999; 1934/2008), Leontiev (1977), Engeström (1987) e Liberali (2009), nos conceitos de multiculturalidade e de argumentação. Apresenta, ainda, conceitos de Vygotsky sobre o desenvolvimento humano e como estes se relacionam ao indivíduo surdo. A metodologia está baseada na Pesquisa Crítica de Colaboração (MAGALHÃES, 2004, 2007, 2009), cujo foco está no sujeito e em sua ação em desenvolvimento, com a finalidade de observar os contextos e intervir neles, na tentativa de provocar transformações. O trabalho foi desenvolvido no ambiente de pesquisa do projeto Digit-M-Ed São Paulo, organizado pelo grupo de pesquisa Linguagem em Atividades no Contexto Escolar (LACE), sediado na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Foi observada a participação de surdos e ouvintes mediados pela atuação dos tradutores-intérpretes de Língua de Sinais - Português, que também foram participantes da pesquisa. A análise e a discussão dos dados ressaltam o aspecto multicultural e indicam que barreiras comunicacionais podem ser superadas por meio da colaboração crítica entre surdos, tradutores-intérpretes de Língua de Sinais - Português e ouvintes. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher PUC-SC pt_BR
dc.subject Colaboração crítica pt_BR
dc.subject Interpretação pt_BR
dc.subject Multiculturalidade pt_BR
dc.subject Surdos pt_BR
dc.title Multiculturalidade e colaboração crítica entre surdos e ouvintes na visão de um pesquisador tradutor-intérprete de libras/português pt_BR
dc.type Master Thesis pt_BR


Files in this item

Files Size Format View
OLIVEIRA Everto ... 6 (dissertação) PUC SP.pdf 1.922Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar