A internalização da agenda do capital em cursos de pedagogia de universidade federais (2006-2015)

DSpace Repository

A- A A+

A internalização da agenda do capital em cursos de pedagogia de universidade federais (2006-2015)

Show full item record

Title: A internalização da agenda do capital em cursos de pedagogia de universidade federais (2006-2015)
Author: Triches, Jocemara
Abstract: O objeto desta pesquisa é a reforma de Cursos de Pedagogia, em 27 Universidades Federais, após a definição das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura, aprovadas em 2006. Nosso principal objetivo foi o de compreender qual Licenciado em Pedagogia essas Instituições pretendem formar. Além disso, buscamos: conhecer o conteúdo da formação e as principais características do profissional a ser formado; analisar o processo de conformação dos cursos ao projeto de docente das Diretrizes e ao projeto educativo capitalista; identificar o posicionamento dessas Universidades frente às determinações legais; analisar a organização e a articulação do tripé docência-gestão-pesquisa em cada curso. Para o estudo, selecionamos uma Universidade por Estado da Federação e a do Distrito Federal, analisando 29 documentos que apresentam o projeto político-pedagógico e a matriz curricular de Cursos de Pedagogia, ofertados na modalidade presencial e regular. Ademais, analisamos 43 produções acadêmicas da área da educação que tratam das Diretrizes e de reformas curriculares no referido curso em Instituições de Ensino Superior. As mudanças foram consideradas em sua relação orgânica com as políticas educacionais implementadas no Brasil a partir da década de 1990 e as reformas no mundo do trabalho ocorridas devido à reestruturação produtiva. Tais políticas expressam o processo de reconversão laboral e docente, concretizam a nova pedagogia da hegemonia e são permeadas pelas concepções da Pedagogia do Aprender a Aprender, da Teoria do Capital Humano, da responsabilização do professor e da lógica gerencialista. Entre os resultados apreendidos, concluímos que a docência figura como principal eixo nas Diretrizes e nos cursos analisados, mas trata-se da ?docência alargada?, composta de conhecimentos, campos e atribuições da gestão, ensino e pesquisa, pensados sob a ótica pragmática da solução de problemas na escola. Assim, a formação de professores para sua atividade primeira, o ensino, em Cursos de Pedagogia de Universidades Federais, está prejudicada em razão do pequeno tempo e pouco conhecimento dedicado à sua formação em sentido estrito. Propõe-se a formação de um docente estiolado, enfraquecido na essência, ainda que na aparência seja construído quase como um super-herói, um superdocente. Além do comprometimento da formação desse licenciado, as propostas de curso permitem colocar em questão, em última instância, a o sentido e a qualidade da educação oferecida para a classetrabalhadora. Em síntese: há a internalização por Universidades Federais do projeto educativo capitalista; a formação hegemônica caminha para responsabilizar o docente, enviezadamente, pela má qualidade da educação nacional, pela baixa produtividade do trabalho e pelos problemas sociais e econômicos.<br>Abstract : The object of the research presented here is the reform of Pedagogy Courses from 27 Federal Universities after the definition and approval of the 2006's National Curriculum Directives for Licensure Pedagogy Undergraduation Courses. Our main goal was to comprehend what kind of Licensed Pedagogy undergraduated students these College Federal Institutions intend to train. Even more, we seek to: understand the contents of this formation and the main aspects of the undergraduated professional of that area; analyse the courses' conformation process to meet both the National Curriculum Directives' teaching project, and the Capitalist education project; identify where these Federal Universities stand regarding what the law determinates about education; analyse the tripod teaching-management-research in each course. For the purposes of this research, we selected one Federal University in each state, plus the Federal District, and analysed 29 official political-pedagogic project documents, containing the curricular standards and definitions for presential Pedagogy Courses from those Universities. Furthermore, we analyse 43 scientific Pedagogy papers and articles regarding the National Curriculum Directives and curricular reforms involving Pedagogy Courses from College Institutions. These changes were considered in the light of their organic correlation with both the educational policies implemented in Brazil since 1990, and the working world's changes due to society's productive restructuration. These policies express the work and teaching reconversion process, solidify the new Pedagogy of Hegemony, and are permeated by concepts of the Pedagogy of Learn to Learn, the theory of Human Capital, the teacher's responsabilization and the managerialist logic. Among the results we found that teaching is the main axis in both the National Curriculum Directives and the courses analysed in this research, but in the form of a "broad teaching", based on different kinds of knowledge, management fields and assigned duties, teaching and research, being all of them understood under the pragmatic perspective of solving problems existing in schools. Thus, the Federal Universities' Pedagogy Courses main purpose, to train and form teachers to teach, is compromised because of factors such as the short time and scarce knowledge dedicated to that specific aspect of an education professional. We arguethat the consequences of such process are the formation of a feeble teacher, with a weakened essence, even though his/her appearence could project and image of a "superhero", or a "superteacher". The political-pedagogic project documents from the courses analysed not only allow us to see the compromising aspects existing in the formation of teachers, but also the quality of the education offered to the working class in general. To summarize, we found that Federal Universities absorbed the Capitalist education project, and as a result, the hegemonic formation of teachers is increasingly blaming the teachers for the poor quality of the national education system, the low productivity in the work, and social and economic problems.
Description: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2016.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/174912
Date: 2016


Files in this item

Files Size Format View
344842.pdf 4.276Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account

Statistics

Compartilhar