Audiodescrição didática

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Audiodescrição didática

Mostrar registro completo

Título: Audiodescrição didática
Autor: Vergara-Nunes, Elton
Resumo: Na atual sociedade do conhecimento, em que as imagens passaram a ocupar um lugar privilegiado na disseminação do conhecimento, com recursos de visualização cada vez mais presentes, é necessário encontrar um caminho de inclusão para os cidadãos cegos, a fim de que possam exercer seu direito de conhecer e apreender a realidade. Em um país onde cerca de 19% da população tem deficiência visual, com mais de 543 mil pessoas cegas, o acesso a esse tipo de material visual fica bastante prejudicado se não forem adotados recursos de acessibilidade adequados. A tecnologia assistiva chamada audiodescrição apresenta-se como possibilidade para esse acesso. Esta pesquisa, sob a ótica da teoria da enação e da externalização do conhecimento, busca verificar se tais recursos de acessibilidade são capazes de dar a esses aprendizes condições para apreenderem os conteúdos visuais e compartilharem o conhecimento neles veiculados, no contexto de aprendizagem. Com uma pesquisa qualitativa, interpretativista, valoriza-se a experiência e a subjetividade dos sujeitos, que poderão oferecer subsídios suficientes para que sejam elaboradas recomendações para apresentação de material de visualização do conhecimento para o aprendizado compartilhado com pessoas cegas. Com a questão de pesquisa ?Como deve caracterizar-se a audiodescrição dos materiais escolares que permita ao aprendiz cego o acesso ao conteúdo didático visual no contexto de sala de aula??, propõe-se um conjunto de recomendações para a elaboração de roteiros de audiodescrição com fins didáticos de imagens que veiculam conhecimento, para aprendizes cegos, com a intenção de possibilitar o aprendizado compartilhado desses sujeitos. Percebeu-se que a audiodescrição didática, utilizada com a intenção de auxiliar o aluno a aprender um conteúdo a partir de uma imagem, vai além da mera tradução visual objetiva dessa imagem; abandona a linguagem pretensamente neutra e assume seu papel de ferramenta de ensino nas mãos do professor-audiodescritor, torna-se, ela mesma, um recurso didático não limitado à ferramenta intermediadora.<br>Abstract : In today's society of knowledge, in which images came to occupy a privileged place in the dissemination of knowledge, with visualization resources increasingly present, it is necessary to find a way of inclusion for blind people so that they can exercise their right to know and grasp reality. In a country with about 19% of its population being visually impaired, more than 543,000 blind people, the access to this kind of visual material suffers great loss if adequate accessibility features are not adopted. An assistive technology called audio description is presented as one of the possibilities for such an access. This research, from the perspective of the theory of enaction and externalization of knowledge, aims to find whether these accessibility features are able to give these learners conditions to grasp the visual content and share of the knowledge served in them in the learning context. With qualitative research, interpretivist, we value the experience and the subjectivity of the subject, which may provide enough information for the drawing up of recommendations for the presentation of material for visualizing knowledge towards learning when shared with blind people. With the research question "How should one characterize audio description of school material that allows the blind learner to access visual educational content in the classroom context?" We propose a set of recommendations for the development of audio description scripts with didactic purposes of images that convey knowledge to blind learners, with the intention of enabling shared learning to these subjects. It was noticed that the didactic audio description used with the intention of helping students to learn content from an image, going beyond mere objective visual translation of this image; abandons the supposedly neutral language and assume its role as a teaching tool in the hands of the teacher-audio descriptor becomes itself a teaching resource not limited to mediating tool.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Florianópolis, 2016.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/167796
Data: 2016


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
341239.pdf 5.143Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar