Os efeitos do regime geral de previdência social sobre as contribuições em planos previdenciários privados do tipo gerador de benefício livre

DSpace Repository

A- A A+

Os efeitos do regime geral de previdência social sobre as contribuições em planos previdenciários privados do tipo gerador de benefício livre

Show full item record

Title: Os efeitos do regime geral de previdência social sobre as contribuições em planos previdenciários privados do tipo gerador de benefício livre
Author: Silva, Daniel Rebhaim da
Abstract: O objetivo do trabalho é verificar os possíveis efeitos do Regime Geral de Previdência Social ? RGPS brasileiro sobre a taxa de poupança privada brasileira, utilizando como proxy o volume das contribuições em planos de previdência complementar PGBL. As variáveis são analisadas a partir de duas metodologias distintas: Modelo Vetor de Correção de Erros (VECM) e Autoregressive Distributed Lag Model Bounds Testing Approach to Cointegration (ARDL) em um período entre março de 2003 a dezembro de 2020, utilizando uma periodicidade mensal. Além do resultado (receitas ? despesas) do RGPS, outras variáveis integraram este cálculo: Renda Nacional Bruta das Famílias ? RNDBF, duas variáveis geradas a partir de uma análise de componentes principais para renda, M4 para representar riqueza, taxa de desemprego, inflação esperada, taxa de juros real e risco país (representado pelo EMBI+). No que tange os efeitos do sistema previdenciário sobre o volume de contribuições PGBL, ambos os modelos demonstram resultados que indicam uma relação negativa entre as variáveis. À medida que os gastos em previdência pública se elevam, os investimentos em previdência privada diminuem. A reforma da previdência de 2015 apresenta uma relação negativa com os investimentos em PGBL. Nesta senda, a alteração das regras previdenciárias em 2015 promove uma diminuição no montante total investido nestes planos previdenciários. Entre as outras variáveis, a renda e o risco apresentaram uma relação positiva. Enquanto, a taxa de juros e a taxa de desemprego apresentam uma relação negativa com a previdência complementar do tipo PGBL.Abstract: The objective of this work is to verify the possible effects of the Brazilian General Social Security System - RGPS on the Brazilian private savings rate, using the volume of contributions in PGBL pension plans as a proxy. The variables are analyzed use two different methodologies: Vector Error Correction Model (VECM) and Autoregressive Distributed Lag Model Bounds Testing Approach to Cointegration (ARDL) in a period between march 2003 and December 2020, using monthly data. In addition to the result (income - expenses) of the RGPS, other variables integrated this calculation: Gross National Income of Families - RNDBF, two variables generated from a principal component analysis for income, M4 to represent wealth, unemployment rate, expected inflation, real interest rate and country risk (represented by EMBI+). Regarding the effects of the social security system on the volume of PGBL contributions, both models show results that indicate a negative relationship between the variables. As spending on public pensions rises, investments in private pensions decline. The 2015 pension reform has a negative relationship with investments in PGBL. In this vein, the change in pension rules in 2015 promotes a decrease in the total amount invested in these pension plans. Among the other variables, income and risk showed a positive relationship. Meanwhile, the interest rate and the unemployment rate present a negative relationship with the PGBL type of supplementary pension.
Description: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Economia, Florianópolis, 2022.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/235120
Date: 2022


Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar