Brennu-njáls saga: projeto tradutório e tradução para o português

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Brennu-njáls saga: projeto tradutório e tradução para o português

Mostrar registro completo

Título: Brennu-njáls saga: projeto tradutório e tradução para o português
Autor: Moosburger, Théo de Borba
Resumo: A tese contém a tradução completa para o português da Brennu-Njáls saga (Saga de Njáll), obra islandesa anônima da segunda metade do séc. XIII, considerada a mais importante das sagas de islandeses (Íslendingasögur) e um dos expoentes da literatura escandinava medieval. Inicia-se com uma apresentação geral sobre a obra e seu contexto literário, salientando alguns aspectos relevantes de sua recepção moderna, e então, servindo-se de ideias de Lawrence Venuti e Antoine Berman, faz uma proposta de tradução estrangeirizante que almeja, por meio da escolha do texto-fonte e de estratégias tradutórias, desviar-se de algumas tendências constatáveis no contexto de recepção da tradução. Para tal, serve-se o tradutor da noção de horizonte de expectativa formulada por Hans Robert Jauss e da concepção de que o tradutor, além de mediador entre línguas e culturas, é também um autor cujo trabalho envolve elementos intuitivos e criativos. A exposição do projeto tradutório busca manifestar a posição tradutiva e o horizonte do tradutor, salientando a responsabilidade crítica envolvida no ato tradutório. A tradução estrangeirizante é aqui definida como tradução desviante de preconcepções correntes acerca da cultura-fonte e da literatura-fonte no contexto de recepção, de modo que a tática de tradução estrangeirizante coloca-se como uma estratégia de ação crítica na recepção de uma literatura estrangeira.<br>Abstract : The thesis contains the complete translation into Portuguese of Brennu-Njáls saga (Njal?s saga), an anonymous Icelandic work from the second half of the 13th century and considered to be the most important of the sagas of Icelanders (Íslendingasögur) and one of the landmarks of Medieval Scandinavian Literature. It beggins with a general presentation of the work and its literary context, pointing out some relevant aspects of its modern reception, and then proposes a foreignizing translation, making use of Lawrence Venuti?s and Antoine Berman?s ideas. This translation aims, through the choice of the source-text and translation strategies, to deviate from some observable tendencies in the reception context for the translation. Thus, the translation employs the notion of ?horizon of expectation? formulated by Hans Robert Jauss. It also suggests that a translator, besides being a mediator between languages and cultures, is also an author whose work involves creative and intuitive elements. The exposition of the translation project aims to manifest the translator?s position and the translator?s horizon, pointing out the critical responsibility involved in the act of translating. Foreignizing translation is here defined as a translation that deviates from current preconceptions about the source-culture and the source-literature within the reception context, so that the tactics of the foreignizing translation may be seen as a critical action in the reception of a foreign literature.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, Florianópolis, 2014.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/132415
Data: 2014


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
332917.pdf 7.360Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Compartilhar