O Pedrinho de Monteiro Lobato, Pedrinho de Lourenço Filho: dois intelectuais e dois brasis

DSpace Repository

A- A A+

O Pedrinho de Monteiro Lobato, Pedrinho de Lourenço Filho: dois intelectuais e dois brasis

Show full item record

Title: O Pedrinho de Monteiro Lobato, Pedrinho de Lourenço Filho: dois intelectuais e dois brasis
Author: Abreu, Raquel de
Abstract: No final do ano de 1921 a editora da Revista do Brasil publicou um livro infantil do intelectual Monteiro Lobato (1882-1948), O Saci, onde emerge Pedrinho, seu personagem menino que passou a fazer parte das aventuras do Sítio do Picapau Amarelo. Trinta e dois anos mais tarde, 1953, a Edições Melhoramentos lançou Pedrinho, o primeiro volume da coleção de livros didáticos Série de leitura graduada Pedrinho do intelectual Lourenço Filho (1897-1970). A série é protagonizada pelo personagem menino nos quatro livros de leitura da coleção. Os dois Pedrinhos apresentam características semelhantes, tanto pela faixa etária, como por seus perfis de personalidade. Ambos são curiosos, ativos, autônomos, interessados por leituras diversas, gostam de assuntos científicos e são valorizados pela coragem, responsabilidade e honestidade que manifestam. O objetivo desta tese é identificar e analisar as perspectivas socializadoras dos intelectuais para seus personagens meninos e as formas de representação das instituições sociais brasileiras, por seus padrões culturais e valorativos, nos escritos sobre o Brasil e os brasileiros para o público infantil de Monteiro Lobato e Lourenço Filho. Enquanto a socialização do Pedrinho de Lobato se desenvolve nos períodos de férias escolares, o Pedrinho de Lourenço Filho vive a maior parte de suas experiências socializadoras entre a escola, a casa da família e seus arredores. Dessa forma, a hipótese inicial parte da ideia de que o personagem menino de Lourenço Filho está vinculado ao mundo da obrigação, da moral instituída, dos deveres e da ordem enquanto que o Pedrinho de Monteiro Lobato está vinculado ao mundo dos direitos, da liberdade e do prazer que o cenário das férias escolares pode proporcionar. Metodologicamente faz-se um estudo comparado (pesquisa bibliográfica, com destaque à revisão histórica, aplicando-se os princípios fundamentais do conhecimento sociológico) entre os livros da Série de leitura graduada Pedrinho de Lourenço Filho e os livros O Saci, Geografia de Dona Benta e Caçadas de Pedrinho de Monteiro Lobato. Para tanto, as análises estão fundamentadas prioritariamente nos escritos teóricos de Émile Durkheim, Max Weber, Marcel Mauss, Pierre Bourdieu, Quentin Skinner, Peter Berger, Sérgio Buarque de Holanda e Roberto DaMatta, entre outros cientistas sociais. A pesquisa assinala como os intelectuais Monteiro Lobato e Lourenço Filho se inserem no campo educacional e literário brasileiro, por suas trajetórias, lugares ocupados, campos poronde transitaram e as redes de sociabilidade tecidas por cada um deles. Seus Pedrinhos percorrem diferentes e semelhantes Brasis retratados nas perspectivas do arcaico e do moderno para cada intelectual. Enquanto o Brasil do Pedrinho de Lobato é um país de contradições, o Brasil do Pedrinho de Lourenço Filho é uma nação harmoniosa. Os dois Pedrinhos são idealizações de dois intelectuais brasileiros, num País que se modernizava nas primeiras décadas do século XX em meio a um processo de escolarização tardia. Os personagens são representações de meninos essencialmente brasileiros contextualizados em tempos e lugares de um Brasil interpretado por cada um de seus idealizadores, os intelectuais paulistas e brasileiros, Monteiro Lobato e Lourenço Filho.<br>Abstract : In late 1921 Revista do Brasil (Brazil?s Magazine) published O Saci (The Saci), an article by intellectual Monteiro Lobato, in which we are introduced to Pedrinho (Little Peter), his boy character who later became part of the roster in the adventures of Sítio do Picapau Amarelo (Yellow Woodpecker Ranch). Thirty-two years later, in 1953, Melhoramentos Publishing released Pedrinho, first in the Série de leitura graduada Pedrinho (Little Peter Gradated Series) collection of textbooks from intellectual Lourenço Filho (1897-1970). The main character in this four-book series is a boy named Pedrinho. Both Pedrinhos display common traits of age or personality. Both are curious, active, autonomous, keen on assorted reading subjects, enjoy scientific matters and are valued on their courage, responsibility and honesty. The goal with this thesis is to identify and analyze the socializing perspectives of the intellectuals towards their boy characters and the representation of the Brazilian social institutions, by means of their cultural and value standards, in the writings on Brazil and the Brazilian people for the young audiences of Monteiro Lobato Lourenço Filho. While the socializing of Lobato's Pedrinho happens during school break, Loureço FIlhos' Pedrinho lives most of his socializing experiences in school, his family's home, and their surroundings. As such, the initial hypothesis comes from the idea that Lourenço Filho's boy character is linked to the world of duty, of institutionalized morals, and of order, meanwhile Lobato?s Pedrinho is linked to world of rights, of freedom and pleasure that the school break backdrop can provide. As for methodology, one makes a comparative study (literature research, with attention to history, putting in practice fundamental principles of sociologic knowledge) between the Série de leitura graduada Pedrinho books and Monteiro Lobato?s O Saci, Geografia da Dona Benta (Miss Benta?s Geography) and Caçadas de Pedrinho (Pedrinho's Hunting Trips). For that matter, the analysis is based upon the writings of Émile Durkheim, Max Weber, Marcel Mauss, Pierre Bourdieu, Quentin Skinner, Peter Berger, Sérgio Buarque de Holanda and Roberto DaMatta, among other social scientists. This research points out how the intellectuals Monteiro Lobato and Lourenço Filho enter the Brazilian education and literature field, through their careers, positions held, knowledge fields walked through, and networking. Their Pedrinhos cross both different and similar Brazils, portrayed in the differencebetween each intellectual's vision of archaic and modern. While the Brazil of Lobato?s Pedrinho is a country of contradictions, the one of Lourenço Filho's Pedrinho is a nation in harmony. Both Pedrinhos are idealizations of their Brazillian intellectuals, in a country facing modernization in the first decades of the 20th century among a lagging schooling process. The characters are representations of essentially Brazilian boys placed in times and places of a Brazil interpreted by each one of their idealizers, Paulistano Brazilian itellectuals Monteiro Lobato and Lourenço Filho.
Description: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2014.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/129472
Date: 2014


Files in this item

Files Size Format View
327577.pdf 2.261Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar