O Ensino de projetos arquitetônicos e o espaço atelier: uma abordagem ergonômica

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

O Ensino de projetos arquitetônicos e o espaço atelier: uma abordagem ergonômica

Mostrar registro completo

Título: O Ensino de projetos arquitetônicos e o espaço atelier: uma abordagem ergonômica
Autor: Feiber, Fúlvio Natércio
Resumo: O presente trabalho propõe um modelo de ensino em disciplinas de projeto arquitetônico. Neste sentido parte da ergonomia cognitiva aplicada aos ateliês de projeto do curso de arquitetura e urbanismo. Para tal, é estruturado em etapas de investigação onde inicialmente organiza-se o referencial teórico dos diversos temas abordados na pesquisa; em seguida apresenta-se um panorama geral do ensino de arquitetura no Brasil; posteriormente, averigua-se a percepção de discentes e docentes por meio de representações gráficas mentais e aplicação de questionários, abordando as relações entre a elaboração de desenhos manuais e o desenvolvimento da percepção espacial sob e enfoque da ergonomia cognitiva; por fim elabora-se e aplica-se um modelo de ensino concentrando-se nos laboratórios acadêmicos de projeto, os ateliês. Para realização desta última etapa, é apresentado estudo de caso, o curso de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade Assis Gurgacz, em Cascavel - PR. Como resultados e considerando o uso da computação gráfica, verificou-se a influência dos arranjos físicos e organizacionais no desempenho dos discentes, bem como a associação do arquiteto como aquele que domina a graficação manual. A relevância dos resultados traz a eficiência no que concerne à maior permanência em sala quando do re-arranjo físico e organizacional do layout do ateliê acompanhado de maior discussão entre os participantes. Constatou-se também melhoria da qualidade projetual face à metodologia de ensino. A relação ensino/aprendizagem de projeto não segue uma linearidade objetiva e de fácil mensuração e, neste sentido, o aprendizado se efetiva de maneira complexa onde as diversas problemáticas do projeto devem ser avaliadas e debatidas. Os estudos, que permeiam os campos objetivo e subjetivo, por isso, de competência da Ergonomia, podem colaborar com o desenvolvimento de novas práticas em outras áreas profissionais relacionadas à elaboração e concepção de projetos, propiciando melhor eficiência nos processos de criação e produção.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Florianópolis, 2010
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/106714
Data: 2013-12-05


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
284360.pdf 3.222Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar