Professora, posso falar?: um estudo sobre a participação da criança na atividade de ensino

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Professora, posso falar?: um estudo sobre a participação da criança na atividade de ensino

Mostrar registro completo

Título: Professora, posso falar?: um estudo sobre a participação da criança na atividade de ensino
Autor: Stroisch, Sandra Regina Gonzaga
Resumo: Este trabalho tem por finalidade conhecer como as professoras interpretam a participação da criança na atividade de ensino. O objetivo principal é ouvir professoras que participaram de um processo de Formação Continuada durante cinco anos no que diz respeito a suas trajetórias escolares buscando perceber, com base em seus relatos, como foram construindo o conceito de participação e de que forma utilizam esse conceito cotidianamente em suas práticas de sala de aula.Considerando a importância de ouvir as professoras para que elas dessem significado às suas experiências escolares, a opção teórico-metodológica foi a história oral. O livro Introdução ao Estudo da Escola Nova de autoria de Lourenço Filho foi uma das referências teóricas deste trabalho, uma vez que foi a partir do movimento escolanovista que é proposta uma nova relação entre o professor e o aluno. Pela primeira vez na história da educação a criança é colocada no centro do processo educativo. Atualizo esta discussão, no entanto, com base na teoria da atividade proposta por Leontiev, destacando o modo como a criança desenvolve sua atividade, procurando, dessa forma, dar sentido e significado à sua participação na atividade de ensino. Finalmente, ouvir as professoras sobre seus processos de aprendizagem e de que forma traduzem seus conhecimentos em práticas pedagógicas resultou em importante reflexão e provocou novos questionamentos. Algumas conclusões foram apresentadas embora sem a pretensão de caracterizar um julgamento ao trabalho do professor, mas prevendo a possibilidade de que tais considerações venham a contribuir para posteriores estudos por parte do corpo docente da Escola do Porto, campo desta pesquisa bem como a todos aqueles profissionais que se dedicam à educação da criança. Concluiu-se que todas as professoras atribuem importância à participação da criança na atividade de ensino; demonstram que o conceito de participação foi sendo construído durante suas trajetórias escolares e interpretam a participação da criança tendo como princípio o ato de fazer coisas, ou seja, sua ação. Esta pesquisa foi realizada no período de 2003 a 2004.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/101566
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
223488.pdf 1.081Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar