Política educacional, trabalho docente e alunos da modalidade educação especial: um estudo nos anos iniciais do ensino fundamental

DSpace Repository

A- A A+

Política educacional, trabalho docente e alunos da modalidade educação especial: um estudo nos anos iniciais do ensino fundamental

Show full item record

Title: Política educacional, trabalho docente e alunos da modalidade educação especial: um estudo nos anos iniciais do ensino fundamental
Author: Schreiber, Dayana Valéria Folster Antonio
Abstract: Nesta pesquisa teve-se por objetivo compreender a organização do trabalho docente na classe comum com os alunos da modalidade Educação Especial matriculados em escolas da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis. Para tanto, foram traçados como objetivos específicos: apreender as determinações políticas previstas para o trabalho docente na classe comum com os alunos da modalidade Educação Especial; observar e analisar os elementos constituintes do trabalho docente (planejamento, atividades, conteúdos, materiais/equipamentos/recursos pedagógicos, metodologia, avaliação, organização dos lugares e utilização do tempo) e caracterizar os docentes que atuam nas escolas da rede municipal investigada, assim como os docentes participantes deste estudo. Para o desenvolvimento deste trabalho foram adotados quatro procedimentos metodológicos: balanço da produção acadêmica publicada entre 2002 e 2011; observação em quatro classes do Ensino Fundamental (1º ao 4º ano); entrevistas com os profissionais que atuam nesses lugares e análise de documentos nacionais e municipais editados entre 2001 e 2011. Para a análise documental foram utilizadas as contribuições de Evangelista (2008) e Shiroma, Campos e Garcia (2005). As reflexões relacionadas com a Educação Especial foram traçadas mediante a contribuição de vários interlocutores, entre eles Bueno (2008) e Garcia (2010). As discussões referentes ao trabalho docente se apoiaram nos estudos de Marin (2010), Garcia e Anadon (2009) e Oliveira (2012). Inicialmente, supunha-se que o foco das políticas de Educação Especial de "perspectiva inclusiva" estivesse centrado no trabalho pedagógico desenvolvido pelos profissionais que atuam na classe comum, haja vista que esse contexto é priorizado por tais políticas para a matrícula dos alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento (TGD) e altas habilidades/superdotação. A análise dos documentos selecionados e dos dados da observação contribuiu para desconstruir essa hipótese no decorrer do presente trabalho, na medida em que se identificou que as ações das políticas de "perspectiva inclusiva" estão direcionadas para os serviços e profissionais da Educação Especial e não para o trabalho realizado na classe comum. O estudo da documentação também permitiu constatar uma consonância entre a política nacional e municipal de Educação Especial. Nesses dois âmbitos, por exemplo, está prevista a atuação de um segundo profissional na classe comum, contratado para auxiliar os alunos com deficiência e TGD, contudo notou-se a inexistência de uma proposta de trabalho coletivo entre esse profissional e professor regente, o que indica a desarticulação entre o ensino regular e a modalidade Educação Especial. Com o intuito de analisar os dados da observação foram estruturados quatro eixos: planejamento, ação docente, materiais/equipamentos/recursos pedagógicos e lugar/tempo. A partir desses eixos concluiu-se que as políticas de Educação Especial de "perspectiva inclusiva" defendem a matrícula de todos os alunos no ensino regular, porém desqualificam o trabalho pedagógico desenvolvido na classe comum, pois não disponibilizam condições adequadas para o oferecimento de um ensino de qualidade aos alunos da modalidade Educação Especial. Essa situação traz como consequência a precarização das condições de trabalho dos professores que atuam nesse contexto e denuncia a situação de abandono para com a escolarização desses sujeitos.In this research we aimed to understand the organization of the teaching work in a regular classroom with students from Special Education mode, enrolled in the schools from Florianopolis Municipal network. The following specif goals were drawn: to grasp the political determinations provided for teaching in regular class with students of Special Education mode; observe and analyze the constituent elements of teaching (planning, activities, contents, materials / equipment / teaching resources, methodology, evaluation, organization of places and time usage) and characterize the teachers who work in the municipal schools investigated, as well as the teachers participating in this study. To develop this work, four instruments were adopted : balance of academic production published between 2002 and 2011; observation in four classes of elementary school (1st through 4th grade), interviews with professionals who work in these places, and national and municipal document edited between 2001 and 2011 analysis. Contributions from Evangelista (2008) and Shiroma, Campos and Garcia (2005) were used in the document analysis. Reflections related to Special Education were drawn by the contribution of several interlocutors, including Bueno (2008) and Garcia (2010). The discussions related to teaching relied on studies of Marin (2010), Garcia and Anadon (2009) and Oliveira (2012). Initially, it was assumed that the focus of policies for Special Education "inclusive perspective" was centered on pedagogical work developed by professionals working in the common class, given that this context is prioritized by such policies for enrollment of students with disabilities, pervasive developmental disorders (TGD) and high abilities / giftedness. The analysis of selected documents and observation data contributed to deconstruct this hypothesis in the course of this work, as it was identified that the actions of policies of "inclusive perspective" are directed to services and professionals of Special Education and not for the work done in regular class. The study also allowed the documentation to note a consonance between national and local Special Education policy. In these two areas, for example, a second professional is scheduled to work in regular class, hired to assist students with disabilities and TGD, however it was noted the absence of a collective work proposal among this professional conductor and the teacher, which indicates a disconnection between regular education and special education mode. In order to analyze the observation data, four areas were structured : planning, teaching activities, materials / equipment / teaching resources and place / time. These axes made it possible to conclude that the policies of Special Education "inclusive perspective" support the enrollment of all students in regular schools, but disqualify the pedagogical work developed in the regular class, once it does not provide suitable conditions for a good quality teaching towards students in Special Education mode. This situation brings about the precarious working conditions of teachers who work in this context and denounces the situation of abandonment towards the education of these subjects.
Description: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/100705
Date: 2012


Files in this item

Files Size Format View
313220.pdf 2.131Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar