Formação sócio espacial do Paraná

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Formação sócio espacial do Paraná

Mostrar registro completo

Título: Formação sócio espacial do Paraná
Autor: Crocetti, Zeno Soares
Resumo: Com a conclusão dessa Tese, objetivamos demostrar a Formação Sócio-espacial do Paraná, nas suas mais diversas determinações, e contribuir para esclarecer as razões do seu desenvolvimento econômico. Partimos de um diagnóstico das suas formações sociais e econômicas, além de demostrar e analisar as teorias sobre o desenvolvimento econômico do Paraná, dentro da produção acadêmica e também nos aparelhos do Estado. Fizemos um debate teórico das diretrizes analíticas e investigativas - pesquisas de campo - voltadas à problematização do desenvolvimento regional paranaense, discutindo sua base conceitual e metodológica. O desenvolvimento, como processo multifacetado de intensa transformação estrutural, resultado de múltiplas e complexas determinações, interações e combinações sociais que buscam o alargamento do horizonte de possibilidades da sociedade estudada. Fizemos uso da metodologia da formação sócio-espacial proposta por Milton Santos e trabalhada por Armen Mamigonian, em seu aspecto local e regional. Fizemos uso do enfoque regional, como opção para interpretar e explicar as gêneses das desigualdades territoriais na produção e distribuição das várias Formações Sociais, fazendo uso de outras categorias de análise marxistas, tais como; Ciclos econômicos/dualidade, trabalhados no Brasil principalmente por Rangel. Esses ciclos são os chamados ciclos longos ou de Kondratieff a os ciclos médios ou Juglarianos brasileiros e de dualidade básica da economia brasileira (desenvolvida por Ignácio Rangel a partir da década de 1930). Também fizemos o uso das Combinações Geográficas de Cholley, cujo uso é pouco usual entre os geógrafos econômicos. Raramente as Formações Sociais, o funcionamento do modo de produção capitalista, como sistema mundial articulado e as combinações e disparidades inter-regionais na apropriação da riqueza são tratadas como uma questão territorial, mas estão inscritas no espaço, desde as origens da produção mercantil e constantemente transformada pelo próprio desenvolvimento do capitalismo.With the completion of this thesis, we aimed to demonstrate the socio-spatial formation of Paraná, in its various decisions, and help to clarify the reasons for their economic development. Based on an analysis of their social and economic formations, and to demonstrate and analyze the theories on economic development of Parana, in the academic as well as in the State apparatus. We made a theoretical discussion of analytical and investigative guidelines - field research - aimed at questioning the Parana regional development, discussing its conceptual and methodological. Development as multifaceted process of intense structural transformation, the result of multiple and complex determinations, social interactions and combinations that seek to extend the horizon of possibilities of the society studied. We use the methodology of the social-spatial formation proposed by Milton Santos and worked by Armen Mamigonian in their local and regional aspect. We use the regional focus as an option to interpret and explain the genesis of territorial inequalities in the production and distribution of the various social formations, making use of other categories of Marxist analysis, such as: economic cycles / duality, worked mainly in Brazil Rangel. These cycles are called Kondratieff cycles or long cycles the average Brazilian or Juglarianos and basic duality of the Brazilian economy (developed by Ignacio Rangel from the 1930s). We also made use of combinations of Geographic Cholley, whose use is unusual among economic geographers. Rarely do social formations, the functioning of the capitalist mode of production, as a world system and articulated combinations and inter-regional disparities in wealth ownership are treated as a territorial issue, but are inscribed in space, since the origins of commodity production and constantly transformed by the development of capitalism itself.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Geografia
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/96238
Data: 2012


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
303447.pdf 9.763Mb PDF Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar