A Constituição da pedagogia social na realidade educacional brasileira

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A Constituição da pedagogia social na realidade educacional brasileira

Mostrar registro completo

Título: A Constituição da pedagogia social na realidade educacional brasileira
Autor: Machado, Érico Ribas
Resumo: Esta pesquisa analisa o processo de constituição da Pedagogia Social como um sub-campo da Educação brasileira, a partir do conceito de campo de Pierre Bourdieu. Tem como objetivo geral compreender o percurso histórico da constituição da Pedagogia Social como um sub-campo da educação no Brasil, seus fundamentos, origens e suas relações com a Educação Popular. O levantamento bibliográfico e documental, a consulta em sites da área, a participação em eventos e os depoimentos de pesquisadores reconhecidos fizeram parte do processo de coleta de dados. Foram identificadas diferentes perspectivas teóricas que podem servir como fundamentos para a área e que, dependendo da perspectiva utilizada, as práticas desenvolvidas atenderão a uma determinada visão de sociedade, influenciando diretamente em suas finalidades. A Pedagogia Social surge na Alemanha, no final do século XIX e início do século XX, atrelada a um contexto social, buscava a organização de uma área que pretende atuar em diferentes ambientes educativos, sendo reconhecida como uma área acadêmica e de formação profissional. No Brasil, as discussões sobre Pedagogia Social surgem no início do século XX, relacionadas à Educação Popular que, na época, possuía o significado de escolarização das massas. No decorrer da história, a Educação Popular segue sofrendo mudanças em seus significados e finalidades, caracterizando-se a partir de 1960 como uma área em que são consideradas as práticas educativas em diferentes contextos. Atualmente, na realidade educacional brasileira, emerge novamente discussões referentes à Pedagogia Social, também voltada para essa mesma perspectiva. Nesta pesquisa, verificou-se que os elementos econômicos, sociais, políticos e educacionais estão contribuindo nesse processo de constituição da área, a qual conta com um movimento específico que busca sua legitimação. Acredita-se que a peculiaridade da Pedagogia Social frente à Educação Popular é, justamente, a busca pela profissionalização dos educadores que atuam em diferentes espaços educativos. Entendendo como uma possível fundamentação da Pedagogia Social brasileira, a teoria de Paulo Freire pode contribuir nesse processo de aproximações entre as áreas. Concluiu-se que uma área complementa a outra, não sendo identificada uma concorrência entre ambas.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2010
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/93844
Data: 2012-10-25


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
284248.pdf 1.848Mb PDF Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar