Um estudo sobre o sistema auditivo na Síndrome de Down

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Um estudo sobre o sistema auditivo na Síndrome de Down

Mostrar registro completo

Título: Um estudo sobre o sistema auditivo na Síndrome de Down
Autor: Goulart, Marielen de Oliveira
Resumo: Introdução: A Síndrome de Down, descrita há mais de um século pelo médico inglês John Langdon Down, pode ser caracterizada como uma falha no desenvolvimento celular do embrião, acarretando um atraso global do indivíduo. Além das características que fazem parte do perfil fenotípico da Síndrome de Down, estes indivíduos podem apresentar dificuldades em todos os aspectos da linguagem, no desempenho escolar e de aprendizagem. Quanto à audição, estes indivíduos estão sujeitos a quadros frequentes de otite média devido às alterações anatômicas e estruturais da orelha externa e média, sendo encontrada na literatura uma alta prevalência de perda auditiva do tipo condutiva. Objetivo: Realizar um estudo sobre o sistema auditivo de indivíduos com Síndrome de Down. Metodologia: Participaram dessa pesquisa 10 indivíduos (quatro do sexo feminino e seis do sexo masculino) com Síndrome de Down com idades entre dois e 27 anos. Os procedimentos realizados foram a Meatoscopia, Medidas de Imitância Acústica (Timpanometria e Reflexo Acústico Estapediano), Audiometria Tonal Liminar e Logoaudiometria. Resultados: Na timpanometria, a maioria dos sujeitos (55,55% na orelha direita e 62,5% na orelha esquerda) apresentou curvas timpanométricas indicativas de comprometimento auditivo condutivo (33,33% curva com pressão negativa no interior da orelha média e baixa complacência, 11,11% curva do tipo Ar e 11,11% curva do tipo C na orelha direita, 37,5% curva com pressão negativa no interior da orelha média e baixa complacência e 25% curva Ar na orelha esquerda). Houve predominância de ausência dos reflexos acústicos estapedianos em ambas as orelhas (57,15% orelha direita e 100% orelha esquerda). A maioria dos sujeitos (≥80%) não apresentou dificuldades em compreender a fala através da Logoaudiometria em ambas as orelhas. Na audiometria da orelha direita o resultado mais encontrado foi o de limiares auditivos dentro dos padrões de normalidade (57,15%) e na orelha esquerda os resultados mais encontrados foram limiares auditivos dentro dos padrões de normalidade e limiares auditivos dentro dos padrões de normalidade com presença de gap aéreo-ósseo, ambos com 33,33% de ocorrência. Conclusão:Mediante o estudo realizado pode concluir que devido a alterações estruturais e funcionais do sistema auditivo de indivíduos com Síndrome de Down, esses são mais suscetíveis a comprometimentos auditivos condutivos, portanto é necessário um acompanhamento regular desses sujeitos, tal como a realização de outros procedimentos visando avaliar diferentes partes do sistema auditivo dessa população. Palavras-chaves: Síndrome de Down; Transtornos da Audição; Testes Auditivos.Introduction: The Down’s Syndrome, described more than a century by the English Physician John Langdon Down, can be characterized as a fault in the cell embryo development, causing an overall delay of the individual. In addition to the features that are part of the Down’s Syndrome phenotypic profile, these individuals can present difficulties in all language aspects, in school performance and in learning. As for hearing these individuals are often subject to otitis due to anatomical and structural changes in the external and middle ear, being found in the literature a high prevalence of conductive hearing loss. Purpose: To develop a study about the auditory system of individuals with Down’s Syndrome. Methodology: Ten individuals with Down’s Syndrome(four female and six male) agedtwo to 27 years participated in this study. The procedures carried out foraudiological assessment were Meatoscopy, Acoustic Immitance Measures (tympanometry and Stapedial acoustic reflex), pure tone audiometry and speech audiometry. Results: In the tympanometry, most of the subjects (55.55% in the right ear and 62.50% in the left ear) had tympanometric curves indicative of conductive impairment (33.33% curves with negative pressure inside the middle ear and with low compliance, 11.11% with As-type curve and 11.11% with C-type curve in the right ear and37.5% with negative pressure and low compliance curve inside the middle ear and 25% with As-type curve in the left ear). There was a predominance of absence of stapedial acoustic reflex in both ears (57.15% in the right ear and 100% in the left ear). Most of the subjects (≥80%)had no difficulties in understanding speechin the Speech Audiometry in both ears. In the pure tone audiometry of the right ear the result more found was normal hearing thresholds (57.15%) and in the left ear the results more found were normal hearing thresholds and normal hearing thresholds with air-bone gap, both with 33.33% occurrence. Conclusion: Through the realized study it is possible to conclude that due to the structural and functional changes in the auditory system of individuals with Down’s Syndrome, they are more susceptible to conductive hearing impairment, so regular monitoring of these subjects is necessary, such as performing other procedures to evaluate different parts of the auditory system in this kind of population. Keywords: Down Syndrome; Hearing Disorders; Hearing Tests.
Descrição: TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Fonoaudiologia.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/133444
Data: 2015-06-29


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização Descrição
TCC_Marielen_versão_repositório.pdf 1.394Mb PDF Visualizar/Abrir PDF/A

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar