Composição e sazonalidade de bandos mistos de Aves da Floresta Atlântica da Serra do Tabuleiro, SC, Sul do Brasil

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Composição e sazonalidade de bandos mistos de Aves da Floresta Atlântica da Serra do Tabuleiro, SC, Sul do Brasil

Mostrar registro completo

Título: Composição e sazonalidade de bandos mistos de Aves da Floresta Atlântica da Serra do Tabuleiro, SC, Sul do Brasil
Autor: Willrich, Guilherme
Resumo: Bandos mistos de aves são associações entre duas ou mais espécies, que dependem de respostas comportamentais mútuas entre seus integrantes. Tais bandos podem sofrer variações sazonais em termos de freqüência, composição e estrutura em função da disponibilidade de recursos alimentares e de atividades reprodutivas. O número de estudos com bandos mistos no sul do Brasil vem crescendo, no entanto poucos são os que avaliam as variações sazonais sofridas pelos mesmos. Em função disso, foi desenvolvido um estudo avaliando a composição, estrutura e sazonalidade dos bandos mistos em uma área de Floresta Atlântica na Serra do Tabuleiro, SC, sul do Brasil, entre junho de 2009 e maio de 2011. Foram registradas 60 espécies em um total de 126 contatos com bandos mistos, sendo que a média de espécies e de indivíduos por bando foi de 4,74 e 13,83, respectivamente. Dentre as espécies registradas apenas Tangara cyanocephala foi considerada espécie nuclear, com freqüência de ocorrência superior a 50% dos bandos. Outras 14 espécies foram regulares (entre 10 e 49%), e 45 foram consideradas espécies ocasionais, sendo registradas em menos de 10% dos contatos. Avaliando os dados de freqüência, comportamento, riqueza e tamanho médio dos bandos ao longo do período de amostragem, foi detectada uma variação sazonal similar nos dois anos de estudo, sendo que os bandos foram mais freqüentes, maiores, mais ricos e coesos fora da estação reprodutiva (entre março e setembro).Mixed flocks of birds are associations between two or more species that depend on mutual behavior responses among their members. These flocks may experience seasonal variations in terms of frequency, composition and structure depending on the availability of food resources and reproductive activities. Despite the increasing number of studies on mixed flocks in the south of Brazil, only a few focus on the seasonal variations experienced by them. Due to this fact, a study was developed evaluating the composition, structure and seasonality of mixed flocks in an area of Atlantic Forest in Serra do Tabuleiro, SC, southern Brazil, between June 2009 and May 2011. Sixty species were reported in a total of 126 contacts with mixed flocks, presenting an average of species and individuals per flock of 4.74 and 13.83, respectively. Among the species found, only Tangara cyanocephala was considered a nuclear species, with a frequency of occurrence in the flocks higher than 50%. Other 14 species were regular (10-49%), and 45 were considered occasional species, being recorded in less than 10% of the contacts. Evaluating the data of frequency, behavior, average size and richness of flocks throughout the studied period, it was detected a similar seasonal variation in the two years of the study, being observed that the flocks were more frequent, larger, richer and more cohesive in the non-breeding season (between March and September) .
Descrição: TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/132583
Data: 2011


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
TCCGuilhermeWillrichBIOUFSC-11-2.pdf 640.8Kb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar