Caracterização de populações de células-tronco obtidas de folículos pilosos de camundongos e avaliação do seu potencial para diferenciação em fenótipos epidermais

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Caracterização de populações de células-tronco obtidas de folículos pilosos de camundongos e avaliação do seu potencial para diferenciação em fenótipos epidermais

Mostrar registro completo

Título: Caracterização de populações de células-tronco obtidas de folículos pilosos de camundongos e avaliação do seu potencial para diferenciação em fenótipos epidermais
Autor: Marcon, Bruna Hilzendeger
Resumo: O folículo piloso é um anexo epidérmico, cujo desenvolvimento tem início no período embrionário. Ao longo da vida do organismo, o folículo passa por sucessivos ciclos de degeneração e regeneração, os quais se devem à presença de um reservatório de células-tronco (CTs). No folículo piloso, existem duas populações principais de CTs: uma população multipotente, com capacidade de formar fenótipos epidermais, cujos principais marcadores são a citoqueratina 15 (Krt-15) e o CD34; e uma população pluripotente formada por células derivadas da crista neural (CN) e com capacidade de dar origem aos diferentes fenótipos derivados desta estrutura, como neurônios, melanócitos e células mesenquimais. Assim, o folículo piloso mostra-se como uma potencial fonte de CTs encontrada em tecidos adultos para uso em futuras terapias. O objetivo deste trabalho foi, portanto, analisar dois protocolos diferentes para obtenção de CTs do folículo piloso, caracterizar as populações celulares obtidas e avaliar sua capacidade de diferenciação em fenótipos epidermais. No primeiro protocolo (1), os folículos foram isolados de vibrissas de camundongos, dissecados para exposição do bulge, plaqueados e mantidos em cultura por 14 dias. No segundo (2), a pele da região dorsal de camundongo foi coletada e a epiderme (juntamente com os folículos pilosos) isolada e dissociada com o auxílio de enzimas (dispase e tripsina). Na cultura obtida pelo protocolo 1, também foram testados tratamentos com dois meios comerciais, CnT-02 e CnT-07, desenvolvidos para diferenciação e proliferação de queratinócitos, bem como para seu isolamento, respectivamente. Após a cultura, as células foram analisadas por ensaios de RT-PCR, imunocitoquímica (protocolo 1) e citometria de fluxo (protocolo 2). Foi observado que as células obtidas pelo protocolo 1 não expressam CD34, nem Krt-15, mas expressam Krt-19 e Krt-14, marcadores de CTs epidermais encontradas no bulge e de queratinócitos indiferenciados, respectivamente. Após o tratamento com os meios CnT-02 e CnT-07, as células positivas para Krt-14 adquiriram morfologia semelhante à de queratinócitos diferenciados. Além disso, foram obtidas células que expressam marcadores da CN, como p75, as quais, após tratamento com os meios CnT-02 e CnT-07, adquiriram morfologia neuronal, um fenótipo que é originado pela CN. Pelo protocolo 2, foram obtidas células que expressam Krt-15 e CD34, 17 marcadores de CTs do bulge. Além disso, foram encontradas células positivas para p75, demonstrando que também foram obtidas células semelhantes às da CN. Destaca-se o fato de que foram encontradas células que co-expressam estes dois marcadores. Assim, os resultados indicam que os protocolos foram eficientes para isolar tanto células com potencialidade para formar fenótipos epidermais, quanto células semelhantes à CN. Contudo, em uma perspectiva de aplicação em futuras terapias de regeneração, acreditamos que o protocolo 2 foi mais eficiente, tendo em vista os tipos celulares obtidos e a facilidade de realização dos procedimentos.
Descrição: TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/132575
Data: 2011


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
TCCBrunaHilzendegerMarconBIOUFSC-11-2.pdf 1.634Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar