Interações entre anfíbios anuros e mosquitos hematófagos do gênero Corethrella (Diptera: Corethrellidae) no Parque Municipal da Lagoa do Peri, Florianópolis – SC

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Interações entre anfíbios anuros e mosquitos hematófagos do gênero Corethrella (Diptera: Corethrellidae) no Parque Municipal da Lagoa do Peri, Florianópolis – SC

Mostrar registro completo

Título: Interações entre anfíbios anuros e mosquitos hematófagos do gênero Corethrella (Diptera: Corethrellidae) no Parque Municipal da Lagoa do Peri, Florianópolis – SC
Autor: Assis, André Ambrozio de
Resumo: A interação na qual existe unilateralidade de benefícios é chamada parasitismo, onde o hospedeiro é espoliado pelo parasito. A família Corethrellidae (Diptera), com seu único gênero Corethrella, é caracterizada por ter uma interação parasítica com anfíbios anuros. As fêmeas adultas de Corethrella necessitam de sangue para desenvolver seus ovos. Contudo, não são atraídas por CO2, como outros insetos, mas sim pela vocalização de machos de anfíbios anuros (fonotaxia). Sabe-se que Corethrella e anfíbios anuros possuem uma relação de coevolução antiga. Há várias linhas de evidência que indicam que as fêmeas de quase todas as espécies de Corethrella se alimentam de machos de anuros em atividade de vocalização. Contudo, essa interação entre Corethrella e anuros ainda não foi estudada no Brasil. Este trabalho visou verificar a composição e a riqueza de espécies de anfíbios anuros e de Corethrella do Parque Municipal da Lagoa do Peri (Florianópolis/SC), assim como testar a atratividade do canto de seis espécies de anuros quanto à abundância e riqueza de Corethrella e verificar a possível especificidade entre espécies de anuros e Corethrella. De dezembro de 2010 a novembro de 2011 foram realizadas 17 visitas ao Parque, onde foram selecionados 11 corpos d’água. Nessas, se realizou a amostragem de anfíbios anuros por procura ativa e de coretrelídeos com o uso de armadilha do tipo CDC adaptada, onde a fonte de luz foi substituída por um aparelho de som. Reproduziu-se as vocalizações de seis espécies de anuros, todas encontradas no Parque, excetuando-se uma. Foram registradas 19 espécies de anfíbios anuros pertencentes a seis famílias. A família Hylidae foi a mais rica (N=10), seguida de Leptodactylidae (N=4), Leiuperidae (N=2) e por Bufonidae, Craugastoridae e Microhylidae (N=1 cada). Além disso, foram coletados 70 indivíduos de Corethrella pertencentes a cinco morfótipos. Os cantos de anúncio de Leptodactylus latrans e Physalaemus cuvieri mostraram-se os mais atrativos para a captura de Corethrella, atraindo três morfótipos do total de cinco amostrados, e também a maior abundância. Este estudo fornece as bases para o desenvolvimento de investigações para melhor compreender a interação entre anfíbios anuros e coretrelídeos no Brasil e, mais especificamente, na Mata Atlântica do sul do país.The interaction in which only one part benefits is called parasitism, where the host is plundered by the parasite. The family Corethrellidae (Diptera), with its single genus Corethrella, is characterized by a parasitic interaction with anuran amphibians. The adult females of Corethrella need blood to develop their eggs. However, they are not attracted by CO2, as other insects, but by vocalization of male anurans (phonotaxis). It is known that Corethrella and anuran amphibians possess an ancient relationship of co-evolution. There are several lines of evidence indicating that females of almost all species of Corethrella feed on males of anurans in calling activity. However, this interaction between Corethrella and anurans has not yet been studied in Brazil. This work aimed to verify the anuran and corethrellid species’ composition an richness in the Parque Municipal da Lagoa do Peri (Florianópolis/SC), as well as test the attractiveness of six anuran species’ calls relatively to the abundance and richness of Corethrella and their presumably specificity. Between December 2010 and November 2011, 17 visits to the Park were carried out, where we selected 11 water bodies. In these water bodies, sampling was realized through Active Search for anurans and using an adjusted CDC trap, where the light source was replaced by a stereo, for corethrellids. Calls of six species of frogs were played back, all found in the Park, except for one. We recorded 19 species of amphibians belonging to six families. Hylidae was the richest (N=10), followed by Leptodactylidae (N=4), Leiuperidae (N=2) and by Bufonidae, Craugastoridae and Microhylidae (N=1 each). In addition, 70 individuals of Corethrella were collected, belonging to five morphotypes. The advertisement calls of Leptodactylus latrans and Physalaemus cuvieri were the most attractive to catch Corethrella, attracting three morphotypes of all five sampled, and the greatest abundances. This study provides the basis for the development of investigations to better understand the interaction between anuran amphibians and corethrellids in Brazil and, more specifically, in the Atlantic Forest in Southern Brazil.
Descrição: TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/132572
Data: 2012-02


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
TCCAndréAmbroziodeAssisBIOUFSC-11-2.pdf 1.250Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar