Avaliação de Pseudomonas sp. e Bacillus sp. na promoção de crescimento e solubilização de superfosfato triplo no alho

DSpace Repository

A- A A+

Avaliação de Pseudomonas sp. e Bacillus sp. na promoção de crescimento e solubilização de superfosfato triplo no alho

Show simple item record

dc.contributor Universidade Federal de Santa Catarina pt_BR
dc.contributor.advisor Botelho, Glória Regina
dc.contributor.author Mazzuco, Vinicius Rodrigo
dc.date.accessioned 2021-04-22T12:51:57Z
dc.date.available 2021-04-22T12:51:57Z
dc.date.issued 2020-11-19
dc.identifier.uri https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/222404
dc.description TCC (graduação)- Universidade Federal de Santa Catarina. Campus Curitibanos. Agronomia. pt_BR
dc.description.abstract O cultivo do alho vem se destacando no cenário econômico, apresentando 132,8 mil toneladas comercializáveis. No Brasil, destacam-se os estados de Minas Gerais, Goiás e Santa Catarina, com produções de 52,0; 29,6 e 22,4 mil toneladas respectivamente. No cenário catarinense, o cultivo do alho é potencializado devido o manejo adequado em todas as etapas do desenvolvimento. Entre os fatores mais relevantes no custo de produção dessa cultura, a adubação com fósforo está presente. Nesse sentido, a utilização de microrganismos solubilizadores de fósforo, especialmente rizobactérias do grupo fluorescente de Pseudomonas sp. e Bacillus sp. podem aumentar sua absorção, bem como contribuir no desenvolvimento das plantas. O objetivo com este trabalho foi avaliar o potencial de isolados de Pseudomonas sp. do grupo fluorescente e Bacillus sp. como solubilizadores de fósforo no desenvolvimento e na produção de alho. O experimento foi conduzido em campo, na propriedade rural no município de Fraiburgo- SC, no ano de 2019, com delineamento de blocos casualizados, com quatro repetições e em esquema fatorial de 4x3. Foram avaliados três tratamentos com isolados: Isolado CBS02 de Pseudomonas fluorescente; isolado EB17 de Bacillus sp. e uma mistura dos dois isolados. A testemunha não recebeu inoculação. Todos foram submetidos a três doses de superfosfato triplo (SPT): 0%, 50% e 100% da dose recomendada para a cultura que é de 945, 65 Kg/ha de SPT. Os dados foram submetidos à análise de variância pelo teste F, e quando significativos, as médias comparadas pelo método Skott-Knott a 5% de significância. O tratamento com a associação de Pseudomonas (isolado CBS02+ Bacillus (isolado EB17) se mostrou superior aos demais para as variáveis, tamanho de folha, produtividade e teor de P na folha, quando utilizado 0% da dose de superfosfato triplo (SPT). A combinação dos isolados se mostrou efetiva também para a variável massa seca, quando se utilizou 100% da dose de SPT. Os demais tratamentos não apresentaram diferenças significativas. A inoculação com os dois isolados foi efetiva, exercendo o papel de disponibilizar e suprir as necessidades de fósforo à planta. Utilização de rizobactérias inoculadas em bulbilhos de alho tem influência na solubilização do fosfato, no desenvolvimento e na produção da cultura. Esses resultados evidenciam a importância de novos estudos. pt_BR
dc.format.extent 44 f. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Curitibanos, SC pt_BR
dc.rights Open Access en
dc.subject Alliaceae pt_BR
dc.subject Fósforo pt_BR
dc.subject Inoculação pt_BR
dc.subject Bulbilhos pt_BR
dc.subject Rizobactérias pt_BR
dc.title Avaliação de Pseudomonas sp. e Bacillus sp. na promoção de crescimento e solubilização de superfosfato triplo no alho pt_BR
dc.type TCCgrad pt_BR


Files in this item

Files Size Format View
TCC_Vinicius Rodrigo Mazzuco.pdf 2.113Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar