Tecnologias de gestão no trabalho de enfermeiros: estudo Brasil ? Portugal

DSpace Repository

A- A A+

Tecnologias de gestão no trabalho de enfermeiros: estudo Brasil ? Portugal

Show full item record

Title: Tecnologias de gestão no trabalho de enfermeiros: estudo Brasil ? Portugal
Author: Vandresen, Lara
Abstract: Estudo com objetivo de caracterizar o trabalho de gestão em enfermagem identificando as tecnologias utilizadas no mesmo, em quatro hospitais no Brasil e Portugal, descrevendo potencialidades e dificuldades no seu uso. Método: pesquisa de método misto, com estratégia de triangulação concomitante na coleta de dados e comparação em parte do processo de análise. Os participantes são Enfermeiros gestores de dois países, Brasil-Portugal, incluindo um hospital universitário e um acreditado pela Joint Commission International de cada país. Na etapa quantitativa, utilizou-se um survey para a coleta de dados, amostra de 143 participantes, avaliando variáveis relacionadas ao perfil sociodemográfico, trabalho de gestão, tecnologias utilizadas e facilidades e dificuldades no uso das mesmas. Análise estatística realizada com suporte do software IBM-SPSS® versão 25. A etapa qualitativa incluiu 71 entrevistas e 432 horas de observação. Análise com suporte do software ATLAS.ti® 8.2.4 e da análise de conteúdo. Resultados: a caracterização sociodemográfica e profissional dos enfermerios gestores mostra que os participantes são majoritariamente mulheres (85,1%), com boa qualificação (90,8% tem titulação de especialista, mestre ou doutor) mas somente 12,1% tem especialização em gestão. A maioria (59,2%) cumpre jornada menor que 40 horas semanais e os enfermeiros portugueses tem mais tempo de experiência em gestão. No trabalho de gestão, em todos os hospitais, houve predomínio da realização de planejamento, seguido de gestão de pessoas, processos assistenciais e materiais. Analisando a interação entre experiência como gestor e tipo de atividade realizada encontrou-se significância estatística entre experiência e gestão de pessoas. O Joint Display integrando os dados quantitativos e qualitativos mostrou que o planejamento foi identificado como a atividade mais realizada, mas não foi mencionada como desafio. Em relação as tecnologias utilizadas pelos enfermeiros gestores, analisando os achados por hospital e país identificou-se, dentre as 46 tecnologias listadas no survey, predomínio das de uso geral na sociedade, e-mail, WhatsApp, newsletter, calendário google, videoconferência, além de tecnologias específicas do setor saúde como sistemas de gestão hospitalar e controle de pessoal, prontuários eletrônicos e telemedicina. As tecnologias mais usadas pelos enfermeiros gestores se destacaram nas variáveis utilidade e facilidade. No que diz respeito às potencialidades destacou-se a gestão do tempo, facilidade no armazenamento dos dados, melhoria dos processos, facilidades nos registros e agilidade nas respostas. As dificuldades relacionaram-se à força de trabalho: gestão do tempo, adaptação cultural, falta de conhecimento e de capacitação para o manejo das tecnologias. Relacionadas com os instrumentos de trabalho: falta de otimização e de equipamentos/computadores; parada, lentidão e falta de integração de sistemas tecnológicos. Conclusão: o trabalho de gestão desenvolvido por enfermeiros em hospitais é complexo e assemelha-se às áreas de gestão das organizações. O processo de inovação tecnológica da atualidade tem forte relevância para a qualidade em saúde, influencia o trabalho dos enfermeiros gestores, com forte predomínio das Tecnologias de Informação e Comunicação. No entanto, tecnologias que articulem os diversos aspectos do trabalho de gestão em enfermagem ainda são minoritárias; e déficits operacionais dos sistemas, fragmentação e fragilidades na capacitação para a utilização das tecnologias dificultam a sua efetividade.Abstract: This study had as its objective to characterize the management work in nursing by identifying the technologies used in four hospitals in Brazil and Portugal, besides describing their potentials and usage difficulties. Method: mixed-method research, with triangulation as a strategy used both in data collection and in the comparison of part of the analysis process. The participants are nurse managers from two countries, Brazil and Portugal, who work at either a University Hospital or a hospital accredited by the International Joint Commission of each country. In the quantitative section, a survey was used for data collection, with 143 participants, which analyzed variables related to socio-demographics, management work, technologies used and their possible potentials and pitfalls. The statistical analysis was conducted with the support of IBM-SPSS® version 25 software. The qualitative section included 71 interviews and 432 hours of observation, and its analysis was conducted with ATLAS.ti® 8.2.4 software and through content analysis. Results: the socio-demographics and the professional profile of the nurse managers reveal that most participants are female (85,1%), with good academic credentials (90,8% have a title of specialist, master or doctor) but only 12,1% of them hold a specialization degree in management. The majority of participants (59,2%) work for less than 40 weekly hours and the Portuguese nurses have more experience in management. When it comes to management in the investigated hospitals, the study revealed a predominance of planning, followed by people management, and material and assistance processes. The analysis of the interaction between managing experience and type of tasks undertaken revealed statistical significance between experience and people management. The Joint Display, which integrated quantitative and qualitative data, showed that planning was the most common activity undertaken, even though it did not come up as a challenge. When it comes to the different technologies used by nurse managers, by analyzing the findings for each hospital and country, it was possible to notice that among the 46 types of technologies listed in the survey, the ones that are largely used socially were predominant, such as e-mail, WhatsApp, newsletter, Google calendar, video conference applications, besides the specific technologies of the health domain that serve the purpose of hospital management, human resources control, electronic medical records and telemedicine. The technologies that were more frequently used by nurse managers present good outcomes when it comes to the variables of usability and usefulness. The potentials that can be highlighted include time management, easy data storage, process improvement, easy record keeping and fast answerability. The difficulties were mainly related to workforce: time management, cultural adaptation, lack of knowledge and of special guidance or education for technology use. When it comes to work instruments, the following aspects emerged: lack of optimization and of equipment/computers; and the freezing, slow performance and lack of integration of technological systems. Conclusion: the management work performed by nurses in hospitals is complex and it can be seen as similar to the one of other organizations. The process of technological innovation is extremely relevant to promote health quality and it may influence the work of nurse managers, with a predominance of communication of information technologies. However, technologies that articulate the several aspects of management work in the area of nursing are few, and operational deficits in the systems as well as fragmentation and fragility of specialized continued education for the use of technology make their effectiveness more difficult.
Description: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2020.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/221271
Date: 2020


Files in this item

Files Size Format View
PNFR1192-T.pdf 10.44Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar