Fungos micorrízicos arbusculares e aveia-preta (Avena strigosa Schreb. cv PFA 201601) no crescimento da videira (Vitis vinifera L. cv IAC 572 ‘Jales’.) em solo contaminado por cobre.

DSpace Repository

A- A A+

Fungos micorrízicos arbusculares e aveia-preta (Avena strigosa Schreb. cv PFA 201601) no crescimento da videira (Vitis vinifera L. cv IAC 572 ‘Jales’.) em solo contaminado por cobre.

Show full item record

Title: Fungos micorrízicos arbusculares e aveia-preta (Avena strigosa Schreb. cv PFA 201601) no crescimento da videira (Vitis vinifera L. cv IAC 572 ‘Jales’.) em solo contaminado por cobre.
Author: Faustino, Larissa Gonçalves
Abstract: Uma prática comum para o controle de doenças foliares na vitivinicultura é a utilização de fungicidas cúpricos onde frequentes aplicações resultam em acúmulo de cobre (Cu) no solo gerando toxicidade às raízes. A utilização de plantas de cobertura combinadas à inoculação de fungos micorrízicos arbusculares (FMA) possuem potencial para minimizar efeitos adversos desta toxicidade. A aveia-preta, como planta de cobertura atua como protetora dos atributos físicos do solo, minimizando a erosão superficial e incrementando a matéria orgânica ao solo (MOS). Enquanto isso, os FMA formam simbioses radiculares absorvendo água e nutrientes em troca de fotoassimilados, além de liberar uma glicoproteína chamada glomalina no solo. Essa combinação pode reduzir a biodisponibilidade de Cu por meio da complexação desse elemento na MOS e na glomalina. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da inoculação de diferentes FMA e do pré-cultivo da aveia-preta (Avena strigosa Schreb. cv PFA 201601) como planta de cobertura em mudas de videira (Vitis vinifera L. cv IAC 572 ‘JALES’.) em solo contaminado com Cu. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com dois fatores: a inoculação de FMA e o pré-cultivo de aveia-preta, com 5 repetições. Isolados de FMA foram inoculados em vasos com solo esterilizado obtidos das áreas de vitivinicultura contaminada por Cu (Claroideoglomus sp. e Glomus sp.), um isolado de área contaminada por rejeito de mineração de carvão (Rhizophagus clarus - UFSC-14), um tratamento Mix (Claroideoglomus sp., Glomus sp. e UFSC-14), o inoculante comercial RootellaTM BR (a base de Rhizophagus intraradices), além de um tratamento controle não inoculado. Em metade dos vasos (30 unidades) foram semeadas sementes de aveia-preta e, após 60 dias, a biomassa aérea foi coletada. Mudas de videira foram transplantadas em todos os vasos (60 unidades), permanecendo por 120 dias. Foram avaliadas a produção de biomassa da aveia-preta e da videira, além da colonização micorrízica e esporulação das plantas. Verificou-se que Glomus sp., UFSC-14 e o inoculante comercial favoreceram o crescimento da aveia-preta em solo com elevado teor de Cu. O pré-cultivo de aveia-preta estimulou o crescimento das mudas de videira quando inoculado com o tratamento Mix. Concluímos que a inoculação com os isolados Glomus sp. e UFSC-14 e o inoculante micorrízico comercial, apresentam potencial de beneficiar o crescimento da aveia-preta e da videira em solo contaminado por Cu.
Description: TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/219117
Date: 1-12-20


Files in this item

Files Size Format View Description
TCC Larissa Faustino PDFA.pdf 13.28Mb PDF View/Open TCC

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar