Associação entre antropometria e marcador inflamatório com tempo de internação em pacientes críticos pediátricos

DSpace Repository

A- A A+

Associação entre antropometria e marcador inflamatório com tempo de internação em pacientes críticos pediátricos

Show full item record

Title: Associação entre antropometria e marcador inflamatório com tempo de internação em pacientes críticos pediátricos
Author: Pinheiro, Pricila de Souza; Martins, Vanessa Jorge
Abstract: Introdução: A desnutrição em pacientes críticos pediátricos está associada a desfechos clínicos desfavoráveis. A inflamação é componente chave para o desenvolvimento de desnutrição associada a doença. No entanto, a associação entre estado nutricional avaliado pela antropometria e marcador inflamatório e desfechos clínicos desfavoráveis ainda é desconhecido nesta população. Objetivos: Investigar a associação entre o estado nutricional avaliado por antropometria e marcador inflamatório com tempo de internação em pacientes críticos pediátricos. Métodos: Estudo de coorte prospectivo com 186 crianças de 1 mês a 15 anos de idade internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTIP). Foram coletadas as características clínicas, sociodemográficas como idade, sexo, tempo de internação, infecção nosocomial, tempo de ventilação mecânica, mortalidade e terapia nutricional. A avaliação antropométrica incluiu dados de peso, estatura, circunferência do braço, proteína C-reativa (PCR) e albumina na admissão em UTIP. A desnutrição foi avaliada pela antropometria, escore-z <-1 para peso para idade (P/I), índice de massa corporal para idade (IMC/I) ou circunferência do braço para idade (CB/I) e por marcador inflamatório (PCR >10 mg/dL), e classificado em I. eutrófico sem inflamação; II. eutrófico associado a inflamação; III. desnutrição sem inflamação e IV. desnutrição associada à inflamação. Foram considerados valores significativos p <0,05. Resultados: A mediana de idade foi 26,15 [5,97;92,79] meses, 61,8% do sexo masculino, 28% apresentaram infecção nosocomial e mediana de permanência na UTIP de 7 [4;13] dias. A prevalência de desnutrição associada à inflamação foi 27,42% e 15,05% para desnutrição sem inflamação. Pacientes com desnutrição sem inflamação apresentaram menor mediana de idade (7,1 meses IQR 2,1; 17,0) (p=0,006). A desnutrição associada à inflamação foi associada a maior mortalidade (p=0,046), enquanto desnutrição sem inflamação apresentou maior tempo de internação hospitalar (p=0,027) comparados com os demais estados nutricionais. Sexo, Pediatric Index of Mortality 2 (PIM-2), motivo de internação (clínico e cirúrgico), Doença Crônica Complexa (DCC) e edema não foram associados ao estado nutricional. Em relação à terapia nutricional, foi observado associação do estado nutricional apenas com a via de administração (p=0,011), mas não com a oferta de energia e proteína. Conclusão: Nossos resultados demonstram que desnutrição associada à inflamação foi associada a maior mortalidade enquanto a desnutrição sem inflamação foi associada a maior tempo de internação hospitalar. Mais estudos que avaliem a desnutrição utilizando a associação entre antropometria e marcadores inflamatórios são necessários a fim de minimizar complicações, tempo de internação e reduzir custos.
Description: TCC(graduação)- Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Nutrição.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/218249
Date: 8-12-20


Files in this item

Files Size Format View Description
TCC_pricila_vanessa_.pdf 459.5Kb PDF View/Open TCC
embargo_tcc_pricila_vanessa.pdf 161.2Kb PDF View/Open Embargo

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar