Tendência temporal da mortalidade por suicídio de adolescentes no Brasil segundo macrorregiões de 2000 a 2015

DSpace Repository

A- A A+

Tendência temporal da mortalidade por suicídio de adolescentes no Brasil segundo macrorregiões de 2000 a 2015

Show full item record

Title: Tendência temporal da mortalidade por suicídio de adolescentes no Brasil segundo macrorregiões de 2000 a 2015
Author: Cicogna, Júlia Isabel Richter
Abstract: Objetivos: Analisar a tendência temporal de mortalidade por suicídio entre adolescentes no Brasil de 2000 a 2015. Métodos: Os dados foram coletados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As variáveis do estudo foram sexo, ano e causa básica de morte. O estudo incluiu mortes por Lesões Autoprovocadas Intencionalmente, X60-X84 - de acordo com a 10ª Revisão da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), de adolescentes de 10 a 19 anos. A técnica estatística utilizada foi a de regressão linear simples e os resultados foram considerados estatisticamente significativos quando p ≤ 5%. Resultados: Entre 2000 e 2015, foram observados 11.947 óbitos por suicídio em adolescentes no Brasil, sendo que 67% deles foram no sexo masculino, o que corresponde a uma relação de 2,06:1 entre os sexos. Houve crescimento estatisticamente significativo da mortalidade por suicídio de adolescentes no Brasil (p = 0,016), a qual passou de 1,71 por 100.000 habitantes em 2000 para 2,51 em 2015, crescimento de 47%. Essa expansão ocorreu em função do incremento nos suicídios de adolescentes do sexo masculino (p = 0,001), especificamente no norte (p <0,001) e nordeste (p <0,001) do Brasil. Em relação ao sexo feminino, houve tendência de diminuição da mortalidade por suicídio na região Centro-Oeste (p = 0,039), mas quando se trata do Brasil como um todo, houve oscilação da mortalidade por suicídio. Conclusões: Houve crescimento significativo da mortalidade por suicídio entre os adolescentes no Brasil, particularmente na população masculina.Objectives: Analyze the suicide mortality time trends among adolescents in Brazil from 2000 to 2015. Methods: Data was collected from the Brazilian Mortality Database and from the Brazilian Institute of Geography and Statistics. Study variables were sex, year and underlying cause of death. The study included deaths from Intentional Self-Harm, X60-X84 - according to the 10th Revision of the International Classification of Diseases (ICD-10), of adolescents aged 10 to 19. Simple linear regression technique was used, and results were considered statistically significant when p ≤ 5%. Results: From 2000 to 2015, there were 11,947 deaths due to suicide of adolescents in Brazil and 67% of these occurred in male adolescents, which corresponds to a 2,06:1 male-female ratio. There was a statistically significant increase in adolescent suicide mortality in Brazil (p=0.016), which increased from 1.71 per 100,000 inhabitants in 2000 to 2.51 in 2015, a raise of 47%. The increase occurred on account of the increment in suicides of male adolescents (p=0.001) specifically in the North (p<0.001) and Northeast (p<0.001) of Brazil. In regard to the female group, there was a decline of mortality by suicide in the Center West region (p=0.039), but when it comes to Brazil as a whole, there was a stabilization behavior of mortality by suicide. Conclusions: These results indicate an increase in the suicide rate of adolescents in Brazil, particularly in the male population. The improvement of suicide prevention strategies in Brazil is imperative.
Description: TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Medicina.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/217667
Date: 2018-11-21


Files in this item

Files Size Format View Description
TCC modelo UFSC Júlia Cicogna.pdf 623.6Kb PDF View/Open TCC

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar