Colecionismo na Biblioteca 1: presépios

DSpace Repository

A- A A+

Colecionismo na Biblioteca 1: presépios

Show simple item record

dc.contributor.author Biblioteca Universitária
dc.date.accessioned 2019-08-24T22:39:52Z
dc.date.available 2019-08-24T22:39:52Z
dc.date.issued 2013
dc.identifier.uri https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/200154
dc.description.abstract Exposição: “NATAL NA BU/UFSC Mostra de Miniaturas de Presépios e afins”, realizada no hall da Biblioteca Central, em 09 de dezembro de 2013 a 31 de janeiro de 2014 e decoração de Natal da BU em 2013. Expositores:Colecionadores Amadores:Prof. Ewerton Vieira Machado – Professor do Departamento de Geociências (GCN). Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH). Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).Profa. Jandira Maria C. Spalding – Professora aposentada do Departamento de Metodologia de Ensino (MEN). Centro de Ciências da Educação (CED). Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Coordenação: BU / UFSC. A prática do colecionismo atende a diferentes finalidades socioculturais e econômicas. A intenção dos organizadores dessa Mostra está associada a uma maneira de apresentar, entre outras linguagens comunicacionais, elementos associados com uma temática que, direta ou indiretamente, tem vinculações com dimensões humanas em suas histórias de vida. O presépio natalino, espaço de criação e representação cristã idealizado por São Francisco de Assis, assumiu em seus contextos originais e tempos seguintes até a atualidade, dimensões culturais de como cada povo, a seu modo, busca associar o nascimento de Cristo com as características inerentes aos modos de vida de cada lugar, em diferentes regiões do planeta. Assim sendo, as representações dessa efeméride passaram a adquirir identidades locais com as marcas das influências cristãs e, associadas com elementos artísticos, ganharam diversidades de tipos e tamanhos de representação. Do ambiente restrito às igrejas, os presépios e peças natalinas afins foram para os ambientes restritos de residências e, depois, diversos espaços públicos. A tradição cristã ganhou leituras e releituras do fato histórico que representou o nascimento de Cristo para humanidade, ao longo dos tempos. Atualmente, é dito que o maior presépio do mundo, é o Presépio Cavalinho, com mais de 7000 peças, instalado anualmente na Freguesia de São Paio de Oliveiros, Concelho de Santa Maria da Feira, em Aveiro, Portugal. Mas devem existir muitos outros de grandes dimensões em outros lugares do mundo, utilizando-se de peças, muitas vezes, artesanais ou industriais. Há, também, museus ou seções de museus que passaram a se dedicar a esse tipo de colecionismo em seus acervos, como o Museu Carlos Machado da cidade de Ponta Delgada, na Ilha de São Miguel – Açores. No Brasil, várias cidades com formação de bases lusitanas, italianas ou germânicas, entre outras dimensões de nossa formação cultural, têm em suas tradições festivas, privadas ou públicas do ciclo natalino o uso de adornos nessas co-memorações, com peças a partir de um presépio básico ou apenas peças ligadas à Sagrada Família, entre outras afins.Esse tipo de elemento característico de um ciclo anual das rotinas sociais passou a popularizar o ato de também se colecionar miniaturas, atendendo as mais diferentes intenções e objetivos de seus seguidores. Desse modo, as miniaturas artesanais ou industrializadas têm acompanhado a evolução dos tempos, proporcionando assim que se difundam princípios inerentes às identidades culturais locais de conexões universais. Essa mostra que ora se leva a cabo na BU/UFSC apenas tem como finalidade criar sob contexto do “clima natalino”, a difusão de mais um tipo possível de colecionismo associado com as finalidades desse espaço de memória e difusão de informações biobibliográficas. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.subject Exposição pt_BR
dc.subject Biblioteca Central pt_BR
dc.subject Colecionismo na Biblioteca pt_BR
dc.title Colecionismo na Biblioteca 1: presépios pt_BR
dc.type Image pt_BR


Files in this item

Files Size Format View
Natal _0001.jpg 59.22Kb JPEG image View/Open
Natal _0002.jpg 85.16Kb JPEG image View/Open
Natal _0003.jpg 50.47Kb JPEG image View/Open
Natal _0004.JPG 81.38Kb JPEG image View/Open
Natal (5).JPG 81.38Kb JPEG image View/Open
Natal (6).JPG 63.73Kb JPEG image View/Open
Natal (7).JPG 64.85Kb JPEG image View/Open
Natal (8).JPG 60.80Kb JPEG image View/Open
Natal (9).JPG 56.58Kb JPEG image View/Open
Natal (10).JPG 62.33Kb JPEG image View/Open
Natal (11).JPG 64.29Kb JPEG image View/Open
Natal (12).JPG 70.71Kb JPEG image View/Open
Natal (13).JPG 57.44Kb JPEG image View/Open
Natal (14).JPG 58.92Kb JPEG image View/Open
Natal (15).JPG 63.91Kb JPEG image View/Open
Natal (16).JPG 67.61Kb JPEG image View/Open
Natal (17).JPG 66.19Kb JPEG image View/Open
Natal (18).JPG 59.51Kb JPEG image View/Open
Natal (19).jpg 74.50Kb JPEG image View/Open
Natal (20).jpg 71.27Kb JPEG image View/Open
Natal (21).jpg 74.58Kb JPEG image View/Open
Natal (22).jpg 67.01Kb JPEG image View/Open
Natal (24).jpg 71.86Kb JPEG image View/Open
Natal (25).jpg 69.74Kb JPEG image View/Open
Natal (27).jpg 66.42Kb JPEG image View/Open
Natal (26).jpg 71.55Kb JPEG image View/Open
Natal (28).jpg 73.67Kb JPEG image View/Open
Natal (29).jpg 69.57Kb JPEG image View/Open
Natal (30).jpg 68.43Kb JPEG image View/Open
Natal (31).jpg 66.53Kb JPEG image View/Open
Natal (32).jpg 62.83Kb JPEG image View/Open
Natal (33).jpg 86.46Kb JPEG image View/Open
Natal (34).jpg 72.15Kb JPEG image View/Open
Natal (35).jpg 72.20Kb JPEG image View/Open
Natal (36).jpg 67.91Kb JPEG image View/Open
Natal (37).jpg 63.17Kb JPEG image View/Open
Natal (38).jpg 112.5Kb JPEG image View/Open
Natal (39).jpg 115.5Kb JPEG image View/Open
Natal (40).jpg 118.2Kb JPEG image View/Open
Natal (41).jpg 115.6Kb JPEG image View/Open
Natal (42).jpg 114.1Kb JPEG image View/Open
Natal (43).jpg 93.18Kb JPEG image View/Open
Natal (44).jpg 112.1Kb JPEG image View/Open
Natal (45).jpg 94.20Kb JPEG image View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar