O trabalho infantil rural no município de Rancho Queimado: sentidos e percepções das famílias agricultoras

DSpace Repository

A- A A+

O trabalho infantil rural no município de Rancho Queimado: sentidos e percepções das famílias agricultoras

Show full item record

Title: O trabalho infantil rural no município de Rancho Queimado: sentidos e percepções das famílias agricultoras
Author: Correia, Thayná
Abstract: O trabalho infantil é uma realidade mundial e, no Brasil, sua problematização e entrada na agenda pública brasileira iniciou-se com ênfase maior a partir da Constituição Federal de 1988 (BRASIL, 1988), com a Lei 8069/90 do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), que proíbe o trabalho infantil até os 16 anos de idade, salvo, na condição de aprendiz, de 14 até 16 anos (BRASIL, 1990). Muito embora seja proibido por lei, ainda é uma realidade da atualidade, tendo em vista que culturalmente as crianças e adolescentes, sobretudo no contexto familiar, foram quase sempre submetidas ao trabalho infantil, não sendo ele compreendido por seus familiares como algo ilegal, pois, em muitos casos, a participação de crianças e adolescentes favorece a sobrevivência da família. Além disso, o trabalho infantil é entendido por muitas famílias como uma espécie de “ortopedia social” para ocupar e afastar crianças e adolescentes de práticas ilícitas. Sendo assim, o elemento cultural é forte e presente nos dias de hoje. Este Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) pretende analisar o significado e percepções atribuídos pelas famílias e pelas crianças e adolescentes que moram na área rural e que vivem da agricultura familiar sobre o trabalho infantil. Para tanto, realizamos uma pesquisa exploratória de abordagem qualitativa. Entre os procedimentos de coleta de dados primários, realizamos entrevistas semiestruturadas com quatro famílias agricultoras no município de Rancho Queimado cadastradas no Cadastro Único e um concurso de desenho e redações com estudantes de quatro escolas públicas no município, além de dados secundários sobre o trabalho infantil. Os resultados apontam que a percepção cultural das famílias sobre educar por meio do trabalho é presente no cotidiano privado das famílias entrevistadas, e que todas as mães das famílias entrevistadas vivenciaram o trabalho infantil em sua infância, trazendo esse entendimento numa carga cultural passada de geração em geração.
Description: TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Serviço Social.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/196516
Date: 2018


Files in this item

Files Size Format View
Thayná pós banca 16-12-18.pdf 1.511Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar