O acesso a saúde pública: Percepção dos usuários cardiopatas atendidos pelo Sistema Único de Saúde no Instituto de Cardiologia de Santa Catarina

DSpace Repository

A- A A+

O acesso a saúde pública: Percepção dos usuários cardiopatas atendidos pelo Sistema Único de Saúde no Instituto de Cardiologia de Santa Catarina

Show full item record

Title: O acesso a saúde pública: Percepção dos usuários cardiopatas atendidos pelo Sistema Único de Saúde no Instituto de Cardiologia de Santa Catarina
Author: Santos, Danielle Siqueira dos
Abstract: Em 1946, a Organização Mundial da Saúde (OMS), conceituou a saúde como o completo bem-estar físico, mental e social e não somente a ausência de doenças e agravos. Em 1986, com a VIII Conferência Nacional de Saúde, a saúde passou a ter uma perspectiva mais global, a partir do conceito ampliado de saúde. Em 1988, com a promulgação da Constituição Federal, a saúde passou a ser entendida como um direito de todos e dever do Estado, marco considerável para a cidadania. Diante disso, entendemos que o acesso à saúde está vinculado à garantia de direitos, entretanto existem fatores facilitadores e dificultadores que limitam ou favorecem o acesso. Fizemos o exercício de apresentar um resgate histórico da saúde pública no Brasil, buscando identificar a concepção de acesso dos usuários cardiopatas atendidos pelo Instituto de Cardiologia de Santa Catarina (ICSC), bem como identificar as formas de acesso utilizadas e os desafios para a sua efetivação. Com isso, o objetivo geral deste Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) foi identificar os fatores dificultadores e facilitadores para o acesso à saúde, na percepção dos usuários cardiopatas. Quanto à metodologia, utilizamos a pesquisa exploratória descritiva com abordagem quali-quantitativa. O levantamento de dados se deu prioritariamente através de pesquisa de campo no ICSC, utilizando-se como instrumento, o questionário semiestruturado, aplicado a 10 usuários que utilizam os serviços do ICSC. Por fim, realizou-se a análise dos dados obtidos através dos questionários preenchidos, onde percebeu-se alguns fatores dificultadores com maior prevalência entre os usuários pesquisados, tais como: tempo de espera para a realização de consultas médicas, a dificuldade para adquirir medicamentos, não ter apoio familiar, não ter meio de transporte próprio, não conseguir fazer a articulação com a rede pública de saúde, a falta de leitos, a falta de informação, a falta de gestão e financiamento do SUS. Os fatores levantados como facilitadores, foram: ter apoio familiar, morar próximo à unidade de saúde, ter meio de transporte próprio, conseguir adquirir os medicamentos, ter acesso à rede pública de saúde, entre outros. Ao longo do trabalho pretendemos mostrar que os fatores informados pelos usuários pesquisados podem limitar ou favorecer o acesso, gerando entraves ou oportunidades de efetivação do direito.
Description: TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Serviço Social.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/196511
Date: 2018


Files in this item

Files Size Format View
TCC Danielle 2018.pdf 2.226Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar