Funil de Patentes: metodologia para indução ao registro da propriedade industrial

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Funil de Patentes: metodologia para indução ao registro da propriedade industrial

Mostrar registro completo

Título: Funil de Patentes: metodologia para indução ao registro da propriedade industrial
Autor: Oliveira, Bárbara Samanta de; Frey, Irineu Afonso; Erdmann, Rolf Hermann
Descrição: Esta metodologia foi desenvolvida no Programa de Mestrado em Rede em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia e Inovação do FORTEC - ProfNIT no Ponto Focal Florianópolis/UFSCPrefácio: A inovação passou a ser um tema obrigatório na agenda das pessoas, onde quer que estejam. Sim, em qualquer lugar e circunstância se pode tratar disso com possibilidade de se criar uma alternativa para o que já existe e pode ser melhorado, ou então fazer surgir um novo jeito de viver com a facilidade de uma solução ainda não pensada e muito menos prototipada. Tudo o que se alcança com a percepção é passível de intervenção para melhoria. E isso é o combustível para inovar. A inquietude que se manifesta por alguma insatisfação com o que já existe, gera outro componente comportamental poderoso para inovar. Portanto, ao juntar esses elementos, como se fosse um mosaico até então sem sentido, pode-se ter uma outra plataforma para viver melhor com o uso de novas soluções criadas. O inovador é assim, um sujeito que está sempre sensível ao novo, ao desafiador. Faz de seu inconformismo sua alavanca para obtenção de resultados. Conecta sua visão de futuro com suas competências e tira proveito dessa combinação. O fator de busca para a inovação é o motor que a impulsiona. A motivação para iniciar e continuar até sua experimentação e obsolescência, que poderá ser superada e então dar vasão a outra criação. Criar, inovar e empreender é mesmo um processo estimulante. O que vem a seguir é que requer disciplina e persistência para a manutenção e sustentabilidade. A proteção da propriedade intelectual criada é também um grande desafio. As questões que balizam os processos de registros de propriedade intelectual carecem de atenção e cuidados, sob pena de se ver o valor da criação sendo dilapidado e transferido para outrem, sem os devidos reparos aos verdadeiros criadores. Em boa oportunidade surge a proposta deste e-Book, que oferece a condição de uso como ferramenta, através de uma sequência de passos que facilitam sobremaneira a tarefa de organizar e registrar o conteúdo da propriedade intelectual, com vistas à sua proteção e resguardo de ataques de piratas que poderiam apropriar-se sem qualquer dispêndio. O processo ficou facilitado com a ferramenta proposta neste e-Book, acessível a todos que pretendem fazer o registro. Em que pese o registro de propriedade não garantir competitividade, ainda assim, deve-se ter o devido resguardo com o que foi desenvolvido, concedendo a seus autores a segurança para operar com exclusividade a sua criação, até o prazo limite para uso aberto sem ônus. Nessa batalha cotidiana para vencer concorrentes, não deve prevalecer o “vale tudo” de um mercado predatório que se vale de cópias, sem dar valor ao original. A relação de pedidos de patentes e concessão de registro de propriedade intelectual no Brasil em comparação com outros países como Estados Unidos, por exemplo, ainda é muito desigual. E, as razões para essa disparidade são muitas. Salienta-se aqui, apenas a necessidade de inclusão deste tema na agenda estratégica do Brasil, para que se tenha um posicionamento de país competitivo, com o devido reconhecimento mundial. O “Funil de Patentes” pode ser mesmo um instrumento para ajudar na decisão de seguir em frente com um processo de registro da propriedade. Em caso positivo, de seguir em frente, cabe ao analista fazer a devida aferição da pertinência e adequação, mas a partir do enquadramento já se tem indicativo de que a sequência é possível e vale a pena. A partir da abertura para criar, surge a necessidade também de proteger a criação. Aqui se tem um instrumento para facilitar essa operação. Vale a leitura e o aproveitamento. Anacleto Angelo Ortigara, Dr. Diretor Técnico do SEBRAE/SC
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/190420
Data: 2018


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
FunildePatentes.pdf 25.59Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar