A parte que lhe cabe deste patrimônio: o projeto indigenista de Heloísa Alberto Torres para o Museu Nacional (1938-1955)

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A parte que lhe cabe deste patrimônio: o projeto indigenista de Heloísa Alberto Torres para o Museu Nacional (1938-1955)

Mostrar registro completo

Título: A parte que lhe cabe deste patrimônio: o projeto indigenista de Heloísa Alberto Torres para o Museu Nacional (1938-1955)
Autor: Ewbank, Cecilia de Oliveira
Resumo: Entre 1938 e 1955, Heloísa Alberto Torres assumiu a direção do Museu Nacional, no Rio de Janeiro. Especializada em etnografia e sucessora de Edgar Roquette-Pinto na instituição, seu cargo de gestora facultaria a elaboração e a implantação de um novo projeto formador para os naturalistas da Seção de Antropologia e Etnografia. Por outro lado, sua atuação múltipla e proeminente em diversos órgãos do aparelho estatal vinculados ao campo indigenista, ampliaria a margem de alcance dos projetos científicos e museológicos da instituição em âmbito nacional e internacional. Esta dissertação busca analisar a implementação de um projeto indigenista por Heloísa Alberto Torres a partir e em prol do Museu Nacional no período de sua gestão. Some-se a isto o estímulo que a criação concomitante das primeiras universidades no país trouxe ao aprimoramento técnico e científico da formação antropológica na instituição. Com o início da Segunda Guerra Mundial e a implantação da Política da Boa Vizinhança feita pelo governo estado-unidense, a mediação por ela desenvolvida com os antropólogos norte-americanos foi outro fator relevante para esta análise. Seu principal parceiro foi a Universidade de Columbia que enviou seus antropólogos a fim de realizarem pesquisa de campo no Brasil em colaboração com os jovens naturalistas do Museu Nacional, o que deu ênfase à vertente culturalista da antropologia na instituição. A decorrência do projeto indigenista nas atividades de pesquisa e de gabinete promovidas pelos naturalistas é analisada a partir da finalidade precípua do museu de expor e tem como foco a Exposição de Arqueologia e Antropologia e a I Reunião Brasileira de Antropologia, ocorridas no Museu Nacional em 1947 e em 1953, respectivamente.Abstract : Heloisa Alberto Torres was director of the Museu Nacional from 1938 to 1955. Specialised on ethnography she was the successor of Edgar Roquette Pinto at the institution where her management position facilitated the elaboration and the implementation of a new achieving program for naturalists at the Anthropology and Ethnography Section. At other hand, her multiple and prominent activity in several federal agencies related to the indigenist field helped to deploy the museum scientific and museological projects nationnaly and abroad. This work looks forward to analise the implement of a indigenist project by Heloisa Alberto Torres from and on behalf of Museu Nacional during her administration. Besides that, stimulus brought with the founding of the firsts universities in the country conveied technical and scientific improvement to the anthropological career in the institution. With the eclosion of the second World War and the start of the Good Neighbor Policy conducted by American government she developed an exchange with North American anthropologists, a fact was a meaninful point for the present analisys. Columbia University the main partner in such program sent a team of anthropologists to realize field research in Brazil in collaboration with young naturalists of Museu Nacional, what reinforced the culturalist bias of the anthropology carried on in the institution. The indigenist project print on the research and cabinet activities promoted by the naturalists is contemplated from the museum main target ? to expose - focusing on both the Archeology and Anthropology Exhibition and the 1st Brazilian Meeting on Anthropology which occurred in 1947 and 1953, respectively.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2017.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/185389
Data: 2017


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
PHST0608-D.pdf 1.905Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar