Avaliação da aprendizagem como indicador de bem-estar em Danio rerio

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Avaliação da aprendizagem como indicador de bem-estar em Danio rerio

Mostrar registro completo

Título: Avaliação da aprendizagem como indicador de bem-estar em Danio rerio
Autor: Silva, Nícolas da Rosa e
Resumo: Embora não haja valorização de questões ligadas ao bem-estar de peixes por nossa sociedade, atualmente existe um considerável corpo de evidências que apontam para a senciência desses animais. No planejamento de ambientes para esses animais é importante a utilização de condições que lhes sejam relevantes, por meio de metodologias que indiquem o quão significativa a condição é em relação as demais. Nesse sentido, alguns autores sugerem medir a força despendida pelo animal para conquistar um recurso como um indicador de intensidade de preferência. Seguindo essa mesma linha de raciocínio, a velocidade de aprendizagem de um peixe na obtenção de um recurso também pode ser um bom indicador, sendo este o objetivo do presente estudo. Assim, quanto mais rápida a aprendizagem do peixe mais importante seria uma condição para seu bem-estar. Para testar essa ideia, grupos de três peixes-paulistinha, Danio rerio, foram testados em um aquário labirinto, que na área central apresenta quatro corredores, dois para condição preferencial, estando um deles marcado e outro bloqueado, um para uma condição neutra e outro para uma aversiva. Três tratamentos (n=5) foram realizados: (i) enriquecido com abrigo, fundo preto e vegetação; (ii) parcialmente enriquecido: tinha somente fundo preto; (iii) controle: não apresentava enriquecimento. Cada grupo de D. rerio foi testado por dez dias seguidos, uma vez ao dia, aleatorizando a posição de cada condição. O comportamento dos animais era gravado, sendo contabilizados os acessos à condição preferencial, por meio de variável relativa ao tempo e variáveis relativas aos acessos dos corredores. Foi considerada somente a média dos dados do primeiro e segundo peixe. Foi observado que no tratamento enriquecido houve sedimentação da aprendizagem no 4ª dia de teste, não havendo aprendizagem para os outros tratamentos, fator relacionado às funções que a condição preferencial oferece. O presente trabalho indica que o processo de aprendizagem para obter uma dada condição depende do conforto que esta proporciona a D. rerio, sendo sugerida a utilização desta metodologia para outras espécies de peixes.
Descrição: TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/175027
Data: 2016-07-04


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
TCC Nícolas da Rosa e Silva.pdf 989.1Kb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar