Perfil Vocal de Pregadores de um Igreja Pentecostal em Florianópolis

DSpace Repository

A- A A+

Perfil Vocal de Pregadores de um Igreja Pentecostal em Florianópolis

Show full item record

Title: Perfil Vocal de Pregadores de um Igreja Pentecostal em Florianópolis
Author: Cruz, Gisele K.
Abstract: Introdução: Muitas pessoas utilizam a voz de forma contínua e precisam da mesma para sobrevivência na profissão, estes são chamados profissionais da voz. Os pregadores de igrejas são exemplos disto, destacando-se os pregadores pentecostais que têm se multiplicado pelo mundo todo e em especial no Brasil. Estudos sobre as características vocais destes profissionais concluem que a maioria está exposta a riscos vocais, não possuindo conhecimento sobre o trabalho da Fonoaudiologia no que concerne ao uso correto da voz. Objetivo: Conhecer o perfil vocal de pregadores de uma igreja pentecostal em Florianópolis. Metodologia: Foram avaliados 24 pregadores do sexo masculino pertencentes às filiais da igreja Batista Palavra Viva por meio dos protocolos Escala de Sintomas Vocais - ESV, Qualidade de Vida e Voz – QVV e Consenso da Avaliação Perceptivo Auditiva da Voz - CAPE-V. Os dados foram analisados de forma descritiva sendo expostos por meio de tabelas e gráficos. Resultados: A média dos escores totais do ESV foi de 19,25 variando de 0 a 57. A maioria dos pastores (91,66%) referiram a ocorrência de pelo menos um dos sintomas de alteração vocal. Os sintomas mais assinalados foram: “você tosse ou pigarreia?” (54,16%), “você tem o nariz entupido?” (54,16%), “sua voz é rouca?” (50%) e “sua garganta dói?” (45,83%). NO QVV a média de escores totais foi 82,18 e apenas um pastor sinalizou impacto na qualidade de vida com um escore de 52,50. A alteração mais referida foi “O ar acaba rápido e preciso respirar muitas vezes enquanto eu falo”. Não observaram-se alterações no domínio emocional. Quanto a analise perceptivo auditiva do CAPE-V, os desvios variaram de 3 a 40, sendo classificados em níveis de discreto a moderado. 70,83% dos indivíduos apresentaram algum grau de alteração em pelo menos um parâmetro vocal analisado sendo a rugosidade (50%) a alteração encontrada com maior freqüência. Conclusão: O perfil vocal dos pregadores estudados foi caracterizado por desvios em níveis de discreto a moderado na análise perceptivo auditiva. Os resultados obtidos nos protocolos indicaram que os pregadores não percebem grandes problemas com o impacto da voz na qualidade de vida. A análise descritiva das questões evidenciou necessidades e problemas relacionados ao uso da voz.
Description: TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Fonoaudiologia.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/169694


Files in this item

Files Size Format View
TCC_GISELE pdf.pdf 1.235Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar