Os efeitos da perda auditiva e da cognição no reconhecimento de sentenças em idosos

DSpace Repository

A- A A+

Os efeitos da perda auditiva e da cognição no reconhecimento de sentenças em idosos

Show full item record

Title: Os efeitos da perda auditiva e da cognição no reconhecimento de sentenças em idosos
Author: Brückmann, Mirtes
Abstract: Introdução: O envelhecimento afeta os sistemas sensoriais, entre eles o sistema auditivo causando a presbiacusia. Além da alteração no sistema auditivo periférico e central, o envelhecimento também é responsável por mudanças que geram uma diminuição do suporte cognitivo. Objetivo: avaliar os efeitos da perda auditiva e da cognição no reconhecimento de sentenças em indivíduos idosos. Metodologia: o estudo foi realizado na Clínica Escola do Curso de Fonoaudiologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Participaram 30 idosos, dos quais 11 foram do sexo masculino e 19 do sexo feminino, com idades entre 60 e 88 anos. Os participantes foram submetidos à anamnese e avaliação audiológica básica. A partir desta avaliação os indivíduos foram distribuídos em dois grupos: sem perda auditiva (GI) e com perda auditiva (GII). Realizaram também o Teste Dicótico de Dígitos (TDD) e a Escala de Depressão Geriátrica (EDG) para caracterização da amostra, além dos testes foco deste estudo que foram o Mini Exame do Estado Mental (MEEM) e o Listas de Sentenças em Português (LSP). Resultados: Dos 30 idosos, 17 (56,7%) apresentaram limiares auditivos normais e formaram o GI e 13 (43,3%) apresentaram perda auditiva e formaram o GII. No GI, a média do Limiar de Reconhecimento de Sentenças no Silêncio (LRSS) foi 13,50 dB na orelha direita (OD) e 9,87 dB na orelha esquerda (OE) e no GII, 28,27 dB na OD e 26,79 dB na OE. Já a relação sinal/ ruído (S/R) do GI, foi de -4,04 dB na OD e -5,13 dB na OE e no GII, -1,21 dB na OD e -1,72 dB na OE. Ao comparar as orelhas no GI e GII, encontrou-se significância estatística em ambas as orelhas entre os grupos nos dois testes. Na análise do LRSS a média no grupo MEEM normal foi de 19,39 dB na OD e 15,27 dB na OE. Já no grupo MEEM alterado foi de 20,66 dB na OD e 20,11 dB na OE com tendência estatisticamente significante para ambas as orelhas em relação ao resultado do MEEM. Na relação S/R o grupo MEEM normal apresentou média de -2,65 dB na OD e -4,21 dB na OE. O grupo MEEM alterado apresentou -3,06 dB na OD e -2,82 dB na OE, com tendência estatisticamente significante apenas na OE. Conclusão: pôde-se concluir que a perda auditiva é um dos principais contribuintes para as dificuldades de compreensão de fala no silêncio e na presença de ruído competitivo em indivíduos idosos. Em relação aos aspectos cognitivos há uma tendência destes interferirem no reconhecimento de fala no silêncio em ambas as orelhas e na presença de ruído competitivo apenas na OE.Introduction: Aging affects the sensory systems, including the auditory system causing presbycusis. Besides the changes in the peripheral and central auditory system, aging is also responsible for changes that generate a decrease in cognitive support. Objective: evaluate the effects of hearing loss and cognition in speech recognition in the aged. Methodology: The study was conducted in the Clinical School of Speech Pathology at Federal University of Santa Catarina (UFSC). Participated 30 aged, including 11 male and 19 female patients, aged between 60 and 88 years participated. Participants underwent a medical interview and audiometric assessment. From this evaluation, the subjects were distributed into two groups: without hearing loss (GI) and hearing loss (GII). Performed also performed the Dichotic Digits Test (TDD) and the Geriatric Depression Scale (GDS) to characterize the sample, beyond the focus of this study that tests were the Mini Mental State Examination (MMSE) and Lists of Phrases in Portuguese (LSP). Results: Of the 30 individuals, 17 (56.7%) had normal hearing and formed the GI and 13 (43.3%) had hearing loss and formed the GII. In GI, the average Threshold of Recognition in Quiet (LRSS) was 13.50 dB in the right ear (RE) and 9.87 dB in the left ear (LE) and GII, 28.27 dB in RE and 26,79 dB in LE. Have the signal/noise (S/N) in GI, was the -4,04 dB in RE and -5,13 dB in LE and the GII, -1,21 dB in RE and -1,72 dB in LE. When comparing ears in GI and GII, there was statistical significance in both ears between the groups in both tests. In the analysis of LRSS average MMSE in the normal group was 19.39 dB in RE and 15,27 dB in LE. In MMSE group changed from 20.66 dB in RE and 20,11 dB in LE with a statistically significant trend for both ears compared to the results of the MMSE. In the S/N group had a mean MMSE of -2,65 dB in RE and -4,21 dB in LE. The MMSE group had changed -3,06 dB in RE and -2,82 dB in LE trend was statistically significant only with the LE. Conclusion: it was concluded that hearing loss is a major contributor to the difficulties in understanding speech in quiet and in the presence of noise in the aged. In relation to cognitive aspects, there is a tendency these interfere in speech recognition in quiet and in both ears in the presence of noise only in LE.
Description: TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Fonoaudiologia.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/169687


Files in this item

Files Size Format View
TCC PDF A.pdf 1.205Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar