Chefes, dedo-duros e vilões: estereótipos, personagens e humor em Veja durante o impeachment de Collor, em 1992, e na crise do mensalão em 2005

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Chefes, dedo-duros e vilões: estereótipos, personagens e humor em Veja durante o impeachment de Collor, em 1992, e na crise do mensalão em 2005

Mostrar registro completo

Título: Chefes, dedo-duros e vilões: estereótipos, personagens e humor em Veja durante o impeachment de Collor, em 1992, e na crise do mensalão em 2005
Autor: Balbinotti, Rafael
Resumo: A presente monografia tem como objeto de análise a revista semanal de atualidades Veja. As influentes opiniões políticas dessa publicação justificam uma comparação entre reportagens das duas maiores crises de corrupção vividas pelo Brasil após a redemocratização do país: a crise do Mensalão (2005) e o impeachment de Collor (1992). Este trabalho busca compreender a lógica do Jornalismo político da atualidade, tendo como objetivo comparar reportagens relativas à queda do presidente Collor, em 1992, com o escândalo de corrupção vivido pelo governo Lula em 2005. Para isso, utiliza-se de análise comparativa e de análise quantitativa do discurso. Dentre os principais achados da pesquisa, encontram-se: a criação de personagens estereotipados pela publicação, o uso do humor para atrair o interesse do leitor e a manutenção de um discurso voltado ao liberalismo econômico que não se alterou nos mais de dez anos que distanciam as crises analisadas
Descrição: TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Curso de Jornalismo.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/121118
Data: 2011


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
299333.pdf 2.599Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar