Avaliação da qualidade fisiológica e sanitária da geração F2 de híbridos de canola (Brassica napus) produzidas no município de Curitibanos-SC

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Avaliação da qualidade fisiológica e sanitária da geração F2 de híbridos de canola (Brassica napus) produzidas no município de Curitibanos-SC

Mostrar registro completo

Título: Avaliação da qualidade fisiológica e sanitária da geração F2 de híbridos de canola (Brassica napus) produzidas no município de Curitibanos-SC
Autor: Grigolo, Sibila
Resumo: A procura por combustíveis renováveis vem em uma crescente demanda a fim de reduzir os impactos econômicos e ambientais. Entretanto, a produção de biodiesel ser dependente apenas de uma cultura é fator preocupante na produção energética. Devido a isso, a busca por novas culturas que apresentem potencial similar são necessárias. A canola (Brassica napus) é uma cultura oleaginosa que apresenta alto potencial para produção de biodiesel, gerando farelo como coproduto, além da utilização como óleo vegetal. Sendo uma cultura de inverno, insere-se na rotação de culturas entre soja e milho utilizando os mesmos maquinários e implementos agrícolas empregados nos cultivos já existentes, agregando valor na produção do agricultor. Somado a isso, essa alternância de cultivos contribui para o controle de pragas, doenças e plantas daninhas, evitando também a perda de nutrientes do solo devido à cobertura vegetal existente. Atualmente se utiliza sementes híbridas, resultando em um alto potencial e uniformidade, contudo não se comprova o fato dessas características se manterem estáveis na geração F2 desse híbrido, as quais resultam em uma qualidade fisiológica e sanitária boa. Diante disso, o objetivo desse trabalho é avaliar a qualidade fisiológica e sanitária da geração F2 de híbridos de canola produzidas em Curitibanos-SC. As sementes da geração F2 de híbridos comerciais de canola Hyola 60 e Hyola 61 serão coletadas no mês de julho de 2014 em área experimental da Fazenda Experimental da Universidade Federal de Santa Catarina, campus de Curitibanos, onde serão avaliadas juntamente com as sementes híbridas Hyola 60 e 61, utilizadas como testemunha. Com as sementes F2 coletadas serão realizados testes para avaliar a qualidade fisiológica e sanitária das sementes no Laboratório de Morfofisiologia e Botânica da Universidade Federal de Santa Catarina, campus de Curitibanos. Serão realizados os testes de germinação, tetrazólio, condutividade elétrica e sanidade, utilizando o delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições. Os dados obtidos com base na qualidade fisiológica e sanitária das sementes serão analisados com base na análise de variância pelo teste F, bem como comparação de médias através do teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade, pelo programa SISVAR v.4.2. Espera-se com o presente trabalho, obter informações a cerca da qualidade fisiológica e sanitária das sementes F2 dos híbridos, chamadas “sementes salvas”. Com base nessas informações dar suporte ao produtor quanto ao uso de “sementes salvas” de canola. Ressalta-se ainda que este será apenas um estudo preliminar, tendo em vista novos estudos correlacionados com experimentos a campo.
Descrição: Projeto acadêmico (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Campus Curitibanos. Ciências Rurais.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/117335
Data: 2013-12


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
Projeto Final - Canola.pdf 579.6Kb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar