Perfil das famílias socializadoras do projeto cães-guia do IFC - Campus Camboriú

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Perfil das famílias socializadoras do projeto cães-guia do IFC - Campus Camboriú

Mostrar registro completo

Título: Perfil das famílias socializadoras do projeto cães-guia do IFC - Campus Camboriú
Autor: Souza, Márcia; Martins, Paulo; Ferreira, Luiz; Soares, Marcio; Leal, Letícia; Martins, Letícia
Resumo: O trabalho trata de um assunto novo que é o Treinamento de Cães-guia, onde uma das etapas é quando o cão, ainda filhote, fica com uma Família Socializadora. A Família Socializadora fica com o filhote cerca de 15 meses, levando-o a diversos tipos de lugares e situações a fim de que ele se acostume com os ambientes sociais. O objetivo é o de identificar o perfil das famílias já envolvidas no Projeto Cães-guia do Instituo Federal Catarinense – Campus Camboriú. Ao conhecê-las, ou seja: quem são, como vivem, classe social, escolaridade, profissão, entre outros, poder-se-á definir seu perfil e traçar estratégias de captação mais assertiva, evitando possíveis trocas de socializadores, o que poderia prejudicar o processo de socialização do filhote. O levantamento dos dados foi realizado através de questionários aplicados junto aos socializadores pelos alunos do Curso de Treinadores e Instrutores de Cães-guia e entrevistas complementares. Contribuir com a divulgação do Projeto Cães-guia bem como analisar como é a aceitação dos cães nos lugares públicos também fazem parte dos objetivos. Salienta-se que a relevância do tema está ligada a dados como o de que o número de pessoas com deficiência visual, no Brasil, chega a 6,5 milhões e o número de pessoas cegas é de 528 mil. Já o número de cães-guia não ultrapassa a 80. Como resultado da avaliação do perfil dos socializadores, percebeu-se que há destaque para pessoas do sexo feminino, adultos, com nível escolar acima da média dos brasileiros, morando em casas localizadas nas cidades próximas ao Centro de Treinamento e com motivação ligada ao desejo de ajudar no trabalho de inclusão dos deficientes visuais ou por terem apego ao animais/cães. A mídia, alunos, professores e outros socializadores são destaque na divulgação do projeto, informação que contribui para a orientação de futuras campanhas de captação de socializadores.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/116843
Data: 2014-05-27


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
Direitos Humano ... - CAMPUS COMBORIÚ (1).pdf 4.191Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar