"Cinderelo": a produção da subjetividade de um sujeito criminoso pelo discurso da mídia impressa catarinense nos anos 1980

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

"Cinderelo": a produção da subjetividade de um sujeito criminoso pelo discurso da mídia impressa catarinense nos anos 1980

Mostrar registro completo

Título: "Cinderelo": a produção da subjetividade de um sujeito criminoso pelo discurso da mídia impressa catarinense nos anos 1980
Autor: Wiggers, Eliz Marine
Resumo: Este estudo tem por objetivo apresentar como a subjetividade de "Cinderelo", um sujeito criminoso da década de 80, em Florianópolis - SC, foi sendo produzida pelo Jornal "O Estado". A partir das orientações teóricas de Michel Foucault, esta dissertação se pauta no entendimento de que a subjetividade é construída por meio de movimentos de objetivação e subjetivação, e através da articulação contínua entre saber, poder e sujeito. Desse modo, são apresentadas as visibilidades que foram sendo desenhadas para o criminoso na mídia, a qual ganha legitimidade ao ser atravessada por diversos saberes e práticas. A mídia exerce poder de vigilância sobre o criminoso, divulga saberes sobre ele por meio do discurso, buscando marcá-lo com uma identidade, e ao mesmo tempo, diferenciá-lo de toda a população, em prol de políticas de segurança. Esta dissertação se configura como um estudo arqueológico, já que busca apreender por meio do discurso jornalístico, como a identidade de "Cinderelo" foi produzida, tendo como universo documental as notícias do jornal "O Estado", no período de 1980 a 1987. Tal análise nos indica para uma diversidade de visibilidades ao criminoso, já que o mesmo fazia uso de estratégias de resistência ao poder, transgressões ao saber e, desse modo, exercia práticas de liberdade. "Cinderelo" foi desenhado pela mídia como criminoso perigoso, mas também como "menino atrevido", justiceiro e em função de suas fugas, herói. <br>Abstract : This study has as aim to present how the subjectivity of "Cinderelo", a criminal character from 80's decade, in Florianópolis - Sc, was being produced by the newspaper "O Estado". Following the Michel Foucault theoretical orientations, this dissertation has as main focus the understanding that the subjectivity is built by movements of objectivization and subjectivation, and thru the continuous articulations between knowledge, power and subject. Thus, are presented the visibilities which have been designed to the criminal on media, which gains legitimacy by being crossed by various knowledges and practices. Media to perform power of surveillance on the criminal, disseminate knowledge about him through discourse, seeking mark him with an identity, and at the same time, make him different of everybody, in favor of security policies. This dissertation is configured as an archaeological study, since aims to understand by journalistic speech, how "Cinderelo's" identity was produced, having as documental universe news from the newspaper "O Estado", between 1980 and 1987. Such analysis directs us to a diversity of visibilities to the criminal, since he was using strategies of resistance to the power, transgressions to knowledge and, this way, performed practices of freedom. ?Cinderelo? was designed by media as a dangerous criminal, but also as a "daring boy", retributive and because of his leakage, hero.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2013.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/107447
Data: 2013


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
319027.pdf 2.687Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar