Bleyer, Sartori e Bertoni: singulares imigrantes colonizadores de ideias

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Bleyer, Sartori e Bertoni: singulares imigrantes colonizadores de ideias

Mostrar registro completo

Título: Bleyer, Sartori e Bertoni: singulares imigrantes colonizadores de ideias
Autor: Manfroi, Ninarosa Mozzato da Silva
Resumo: Esta investigação de doutorado se concentra na trajetória intelectual e de pesquisa de três imigrantes: o alemão George Carl Adolf Bleyer, o italiano César Sartori, médicos, e o botânico suíço Moisés Santiago Bertoni. A tese procura mostrar que esses protagonistas não eram somente imigrantes exercendo profissões em país estrangeiro, vindos à América movidos pelos movimentos migratórios e de colonização, mas intelectuais que desenvolveram pesquisas, defenderam ideias, produziram textos, doaram conhecimentos. Foram imigrantes singulares, em tese, colonizadores de ideias. Entre suas pesquisas, o ponto em comum é a temática indígena, pano de fundo desta tese, que os coloca em um mesmo território intelectual, embora tenham transitado em regiões geográficas distintas. O recorte temporal compreende o final do século XIX a meados do XX, período que demarca a chegada e permanência definitiva desses imigrantes no Brasil e no Paraguai. Dentre os documentos analisados, estão cartas pessoais e profissionais, artigos publicados em jornais, relatos de viagens, fotografias e livros publicados. Esse conjunto de fontes permite adentrar nas redes de sociabilidade estabelecidas por Bleyer, Sartori e Bertoni com familiares, profissionais, intelectuais, com discussões políticas e sociais, e também permite desvelar o lado emocional, quando expressaram sentimento de utopia ao migrarem para a América. <br>This doctorate investigation is focused on the intellectual and research trajectory of three immigrants: the German George Carl Adolf Bleyer, the Italian César Sartori, both physicians; and the Swiss botanist Moisés Santiago Bertoni. The thesis aims to show that these leading figures were not only immigrants practicing their professions in a foreign country, coming to the Americas influenced by migration and colonization movements; but intellectuals who have developed researches, defended ideals, produced texts, donated knowledge. They have been unique immigrants, in thesis, ideas colonizers. Among their researches a common point is the indigenous theme, a background for this thesis, which places them in a single intellectual territory, although they have passed through distinct geographic regions. The time frame includes the late of the 19th century and mid-twentieth century, a period which marks the arrival and settlement of these immigrants in Brazil and Paraguay. Among the analyzed documents there are personal and professional letters, articles published in newspapers, travel reports, photographs and published books. This set of sources allows to penetrate the networks of sociability established by Bleyer, Sartori and Bertoni with relatives, professionals, intellectuals, social and political discussions, as well as with their emotional side, when they have expressed an utopia feeling while migrating to the Americas.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2013
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/107271
Data: 2013-12-05


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
319465.pdf 4.516Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar