Ferramentas de responsabilidade social: uma análise comparativa

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Ferramentas de responsabilidade social: uma análise comparativa

Mostrar registro completo

Título: Ferramentas de responsabilidade social: uma análise comparativa
Autor: Cortez, Rodrigo Claudino
Resumo: Ferramentas de responsabilidade social (RS) fornecem diretrizes, princípios, critérios, requisitos, sistemas de avaliação, sistemas de gestão, e programas que direcionam organizações a alcançarem objetivos relacionados à RS. Estas ferramentas são cada vez mais necessárias para gerir os desafios da responsabilidade social corporativa (RSC). Pressionados por uma gestão socialmente responsável, líderes empresarias têm aderido a um número considerável de ferramentas de RS. Entretanto, devido à grande quantidade de ferramentas atualmente disponíveis, muitos gestores não sabem quais escolher para construir e gerir a responsabilidade social empresarial. Esta dissertação propôs como objetivo geral realizar uma análise comparativa das ferramentas de RS mais aderidas pelas empresas que compõem o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) de 2012 da BM&FBOVESPA. Para o alcance deste objetivo fez-se uso da pesquisa documental, da análise de conteúdo e da análise comparativa. Os documentos analisados foram os relatórios anuais de sustentabilidade das empresas que compõem o ISE de 2012. A análise dos relatórios revelou 97 ferramentas de responsabilidade social, pertencentes a 4 diferentes tipos de ferramentas. Entre estas ferramentas, 25 foram classificadas como as ferramentas mais aderidas. Estas ferramentas foram descritas e analisadas comparativamente por meio das dimensões da RSC de Carroll (1991) e Dahlsrud (2008), do modelo de desempenho social corporativo de Wood (1991), e dos fatores que devem ser observados para a escolha de ferramentas de RS estabelecidos pela ISO 26000 (2010). Os resultados apontam para uma arquitetura de ferramentas de RS que atendem e/ou fornecem diretrizes para: as dimensões da RSC, a gestão da RSC, os princípios de RS, os temas centrais de RS, e as práticas para integrar a RS na organização. A maior parte destas ferramentas envolveram várias partes interessadas em seu desenvolvimento, têm escopo nacional, alcançam empresas públicas e privadas, são de fácil acesso, e requerem algum tipo de investimento por parte da organização. Gerir a responsabilidade social requer um grande esforço por parte dos gestores. As ferramentas identificadas e analisadas neste trabalho contribuem para o avanço da RS nas organizações, pois representam o que há de mais significativo em termos de instrumentos para construir e gerir a responsabilidade social nas organizações. <br>Abstract : Tools of social responsibility provides guidelines, principles, criteria, requirements, evaluation systems, management systems, and programs that drives organizations to achieve goals related to social responsibility (SR). These tools are increasingly needed to manage the challenges of corporate social responsibility (CSR). Pressured by a socially responsible management, business leaders have adhered to a considerable number of tools of SR. However, due to the large amount of available tools, many managers do not know which one to choose to build and manage corporate social responsibility. This dissertation proposed as a general objective to perform a comparative analysis of the most widely adhered tools of SR by the companies that comprises the Corporate Sustainability Index (CSI) of 2012 of BM&FBOVESPA. To reach this objective was made use of documentary research, content analysis, and comparative analysis. The documents analyzed were the annual sustainability reports of the companies that comprises the CSI of 2012. The analysis of the reports revealed 97 tools of social responsibility, which belongs to four different types of tools. Among these tools, 25 were classified as the tools more adhered. These tools were described and analyzed comparatively by: the dimensions of CSR of Carroll (1991) and Dahlsrud (2008); the corporate social performance model of Wood (1991); and the factors that should be observed for the choice of tools of SR established by ISO 26000 (2010). The results point to an architecture of SR tools that meets and/or provides guidelines for: the dimensions of CSR, the management of CSR, the principles of SR, the central themes of SR, and practices that integrates the SR in the organization. Most of these tools have involved various stakeholders in their development, have national scope, reach public and private companies, are easily accessible, and require some type of investment by the organization. Managing social responsibility requires a great effort by managers. The tools identified and analyzed in this paper contribute to the advancement of social responsibility in organizations, because they represent what is most significant in terms of tools to build and manage social responsibility in organizations.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Administração, Florianópolis, 2013.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/107202
Data: 2013


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
320889.pdf 1.940Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar