A qualidade de vida no trabalho na Universidade Federal de Santa Catarina

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A qualidade de vida no trabalho na Universidade Federal de Santa Catarina

Mostrar registro completo

Título: A qualidade de vida no trabalho na Universidade Federal de Santa Catarina
Autor: Mendonça, Maurício Hoeschl
Resumo: Trata esta Dissertação de Mestrado de um estudo sobre as contribuições das Teorias Administrativas para a Gestão da Qualidade de Vida no Trabalho (GQVT), bem como uma análise da percepção do docente efetivo de ensino superior do Centro Socioeconômico da UFSC quanto as variáveis intervenientes na QVT do servidor. Esta Dissertação tem uma abordagem qualitativa e quantitativa. Quanto aos meios de investigação caracteriza-se como estudo de caso, pesquisa bibliográfica, pesquisa de campo e pesquisa documental. Quanto aos fins, este estudo pode ser caracterizado como exploratório e descritivo. A população pesquisada corresponde 146 docentes efetivos de ensino superior, o método de coleta de dados utilizado foi um questionário estruturado, assim como o contato feito se deu através de e-mail enviado a todos os docentes. A análise e interpretação dos questionários demonstram que, segundo a percepção dos docentes, a maioria encontra-se satisfeita quanto: ao seu regime de trabalho, a liberdade de expressão perante os colegas e chefia, a participação nas decisões administrativas da UFSC, bem como a autonomia para tomar decisões referentes ao cargo de docente. Quanto aos proventos e demais vantagens recebidas, o conforto do ambiente de trabalho, os equipamentos e materiais oferecidos, o relacionamento interpessoal existente, assim como o clima organizacional apresentado, concluiu-se que apresentam percentuais similares de satisfação e insatisfação. Quanto aos indicadores de QVT geradores de insatisfação, podemos citar: o plano de carreira oferecido, o excesso de trabalho e a falta de tempo para lazer com a família. Cabe destacar que existem indicadores da presença de sintomas físico e psicológico de stress, que são, a saber: tensão muscular, insônia, preocupação excessiva e ansiedade. <br>
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Administração Universitária, Florianópolis, 2013.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/107132
Data: 2013


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
320476.pdf 1.017Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar