Gestão social como referencial de avaliação do desenvolvimento local com cidadania: a contribuição do SEBRAE para o desenvolvimento no Programa Território da Cidadania do Meio Oeste Contestado

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Gestão social como referencial de avaliação do desenvolvimento local com cidadania: a contribuição do SEBRAE para o desenvolvimento no Programa Território da Cidadania do Meio Oeste Contestado

Mostrar registro completo

Título: Gestão social como referencial de avaliação do desenvolvimento local com cidadania: a contribuição do SEBRAE para o desenvolvimento no Programa Território da Cidadania do Meio Oeste Contestado
Autor: Felippe, Samuel
Resumo: Esta é uma dissertação, que objetiva, com ênfase na metodologia crítica da Gestão Social, avaliar a contribuição do SEBRAE para o desenvolvimento local com cidadania do Território da Cidadania do Meio Oeste Contestado. Tal abordagem traça um paralelo entre as modificações sociais, políticas e econômicas ocorridas na região do Meio Oeste Contestado, zona de litígio entre os estados de Santa Catarina e Paraná durante os anos 1912 e 1916, e que desde 2008 integra os Territórios da Cidadania. Os dados foram tratados qualitativamente a partir de entrevistas e levantamento bibliográfico de obras referentes à Gestão Social, participação, novo serviço público, documentos institucionais e sobre a Guerra do Contestado, que nesse ano de 2012 torna-se cronologicamente centenária para o contexto das injustiças sociais no Brasil. Com o uso de metodologias críticas propostas pelos teóricos da Gestão Social, Tenório (2004; 2007), Castellà e Jorba (2005), Jorba, Martí e Parés (2007) e Parés e Castellà (2008), buscou-se caracterizar o recente programa governamental de integração de políticas públicas e suas intersecções, identidade e formação, na perspectiva baseada por critérios plurais e dialógicos, com entrevista a diferentes atores envolvidos, e pesquisa documental. De forma complementar uma grade de categorias entre a gestão burocrática, estratégica e a Gestão Social (PIMENTEL, PIMENTEL, 2010), foi utilizada para caracterizar na percepção de três iniciativas, as características atenuantes da gestão, e da interação de diferentes atores e interesses no processo de desenvolvimento territorial. Dentre os atores desta pesquisa, está a sociedade civil organizada, através dos membros beneficiados pelos projetos, representantes estaduais e federais, dos Ministérios e empresas de fomento. O SEBRAE que é parceiro institucional dentro dos Territórios da Cidadania, desenvolve projetos agroindustriais nos municípios na região do Meio Oeste Contestado. A Coordenadoria do SEBRAE no município de Joaçaba, foi escolhida para ser foco de análise, por ser um dos primeiros receptores de incentivo financeiro governamental, conforme o Edital n. 05/2008- Chamada Nacional de Projetos Finalísticos de Apoio ao Desenvolvimento nos Territórios da Cidadania. Logo todos os dados foram sistematizados como um estudo de caso para que, pudéssemos compreender as potencialidades dos processos gestionários do SEBRAE e a dinâmica sociopolítica do programa governamental pela avaliação cidadã, da representatividade empresarial e pública, dentro dos Territórios da Cidadania. Analisou-se por referência do olhar de distintos agentes, a estratégia que foi implantada para o desenvolvimento local do Meio Oeste Contestado. Dentre os dados observados, provindos de um tecido muito específico do cotidiano brasileiro, agro exportador e com predomínio da micro e pequena empresa, a falta de comunicação entre os atores, governamentais e de interesse público é aparente. Concluiu-se que o SEBRAE mesmo dentro uma nova proposta cidadã de política pública, continua a trabalhar numa visão positivista quanto ao tipo de gestão adotada, sendo ela ainda estrategicamente voltada para resultados, porém, apresentou traços de abertura para uma administração pública gestionada socialmente. Por fim pretendeu-se apresentar a regulação social tardia do Estado democrático e dos direitos, a partir dos resultados alcançados pela participação da sociedade civil, por meio das disputas e conquistas históricas em prol da cidadania. <br>
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Administração, Florianópolis, 2013
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/106868
Data: 2013


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
318448.pdf 2.046Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar