Avaliação da qualidade do leite produzido sob diferentes sistemas de produção no oeste de Santa Catarina

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Avaliação da qualidade do leite produzido sob diferentes sistemas de produção no oeste de Santa Catarina

Mostrar registro completo

Título: Avaliação da qualidade do leite produzido sob diferentes sistemas de produção no oeste de Santa Catarina
Autor: Stibuski, Rudinei Butka
Resumo: A atividade leiteira no Oeste de Santa Catarina tem sido, nos últimos anos, o principal meio de geração de renda para muitos agricultores familiares. Na região, há um grande número de produtores que adotam o sistema de produção a pasto associado ao uso de suplementos (concentrado e/ou volumoso) e um crescente número de propriedades de base ecológica, algumas já com certificação orgânica. Sendo assim, o objetivo do presente trabalho foi comparar a qualidade química, sanitária e microbiológica do leite proveniente da pecuária de base ecológica com a convencional na região Oeste de Santa Catarina. A caracterização do sistema de produção foi obtida a partir de visitas e entrevistas semi-estruturadas. Para a avaliação da composição química do leite foram realizadas 2 coletas, nas diferentes estações do ano, de 3 animais pré-selecionados de fenótipo (cruzamento Jersey x Holandês) e de estágio de lactação similares (3 a 6 meses) e para a qualidade sanitária e microbiológica dos tanques de resfriamento em cada Unidade de Produção Familiar (UPF) em estudo. Realizou-se também a identificação botânica das espécies forrageiras consumidas a partir da observação dos animais em pastoreio. Os sistemas diferiram na sua configuração produtiva, tendo as UPFs convencionais maior área total da propriedade, área de pastagens para espécies anuais (APA), número de animais em lactação e produção de leite e as de base ecológica maior área destinada para espécies perenes (APP). Nestas, observou-se pastagens mais diversificadas em todas as estações, especialmente no inverno e primavera. Enquanto Penisetum americanum e Sorghum sudanensis predominaram nas UPFs convencionais no verão, Avena sativa e Lolium multiflorum, foram as espécies usadas para a produção de leite nas outras estações do ano. Além disso, verificou-se correlação positiva (r2=0,74, p<0,05) entre a % da APP e o número médio de espécies forrageiras consumidas. A despeito das diferenças de composição botânica e manejo alimentar entre os tratamentos, o valor nutricional do leite de base ecológica não diferiu do convencional, à exceção dos maiores teores de gordura no inverno. Os teores de proteina, lactose e extrato seco desengordurado diferiram apenas entre as estações do ano. Além disso, a composição química do leite, mostrou-se dentro dos parâmetros permitidos pela IN62, à exceção dos teores de extrato seco desengordurado (inverno) e lactose (outono) em todos os tratamentos. Da mesma forma, não se verificou influência do sistema de produção sobre a qualidade sanitária e microbiológica do leite. Entretanto, foram encontrados valores de CCS e CBT acima do permitido pela IN62 em várias UPFs. No outono e primavera, 50% e 58,33% das UPFs, respectivamente, tinham um valor de CBT acima do permitido pela IN62. O mesmo foi observado para CCS, com 41,67% (inverno) e 33,33% (verão) das UPFs em desacordo com as exigências da legislação. Esses resultados sugerem a necessidade de melhorias na higiene e manejo da ordenha nas UPFs em estudo. A análise multivariada dos dados através da aplicação da análise dos componentes principais (PCA), de todos os parâmetros estudados, mostrou que o sistema de produção empregado nas UPFs de base ecológica diferiu do convencional, sendo a maior % da APA e APP os fatores responsáveis pela discriminação das UPFs de base ecológica das convencionais. Em conjunto, os resultados encontrados indicaram que a qualidade do leite produzido por agricultores familiares no Oeste Catarinense não foi afetada pelo sistema de produção, embora estes tenham-se diferenciado claramente na sua configuração produtiva. <br>The milk production activity in the West of Santa Catarina has been the main means to generate income for a lot of family farmers in the last years. In the region, there is a big number of producers who adopt the production system on pastures associated with the use of supplements (concentrate and/or bulky) and an increasing number of agro-ecologic farms, some of which already have organic certification. This way, this study aimed at comparing the chemical, sanitary and microbiologic quality of milk coming from farms with ecological basis and of milk coming from conventional farms, in the west region of Santa Catarina. The characterization of the production system was obtained from visits and semi-structured interviews. To evaluate the milk chemical composition, two samplings were done, in different seasons of the year, from three pre-selected animals of phenotype (crossbreeding Jersey x Holstein) and of similar lactation stages (three to six months) and for the sanitary and microbiological quality of the cooling tanks in each Family Production Unit (FPU) under study. The identification of forages species consumed was also accomplished through observation of animals on pastures. The systems differentiated in their productive configuration, on one hand the conventional FPUs were characterized by having a bigger total area of the farm, pasture areas for annual species (APA), a higher number of animals in lactation stages and milk production; on the other hand the area of perennial pasture (PPA) was bigger on agro-ecological farms, which presented more diversified pastures in different seasons of the year, especially in winter and spring. While Penisetum americanum and Sorghum sudanensis were predominant in the summer in the conventional FPUs, Avena sativa and Lolium multiflorum were the species used for milk production in the other seasons of the year. Besides this, a positive correlation was verified (r2=0,74, p<0,05) between the percentage of PPA and the average number of consumed forage species. Regarding the differences of botanic composition and food handling among the treatments, the nutritional value of agro-ecological milk did not differ from the conventional one, except for the higher fat levels in the winter. The protein level, lactose and non fat solids differed only among the seasons of the year. Besides, the chemical composition of the milk was in accordance with the parameters allowed by IN62; except for the levels of non fat solids (winter) and lactose (fall) in all the treatments. In the same way, the influence of the production system on the sanitary and microbiological quality of the milk was not verified. However, values of CCS and CBT above the ones allowed by the IN62 were found in several FPUs. In the fall and spring, 50% and 58.33% of the FPUs, respectively, showed a CBT value above the one allowed by IN62. The same was observed for CCS, with 41.67% (winter) and 33.33% (summer) of the FPUs, not in accordance with the legislation requirements. These results suggest the necessity of improvements in the hygiene and milking handling in the FPUs under study. The multi-varied analysis of data through the application of principal component analysis (PCA) of all parameters studied showed that the production system used in the agro-ecological FPUs was different from the conventional one; the higher percentage of APA and PPA was the responsible factor for the distinction from FPUs of agro-ecological basis and conventional ones. All together, the results found showed that the milk quality produced by family farmers in the West of Santa Catarina was not affected by the production system, although these systems were clearly differentiated in their productive configuration.
Descrição: Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Recursos Genéticos Vegetais (Mestrado Profissional), Florianópolis, 2013
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/106847
Data: 2013


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
318280.pdf 926.0Kb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar