Hematologia e histologia de tilápia do Nilo alimentada com própolis na dieta

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Hematologia e histologia de tilápia do Nilo alimentada com própolis na dieta

Mostrar registro completo

Título: Hematologia e histologia de tilápia do Nilo alimentada com própolis na dieta
Autor: Ledic Neto, Jerko
Resumo: A influência da suplementação com própolis na ração de tilápia do Nilo sobre os parâmetros hematológicos e na histologia de baço e rim foi analisada. Após aclimatação por 5 dias, os animais foram distribuídos em 6 tanques de 100 L, 6 peixes em cada tanque com peso médio de 24,7 ± 7,4 g, em triplicata, à temperatura de 24,0 ± 2,8oC divididos em dois tratamentos: peixes alimentados com ração suplementada com extrato de própolis 2% e peixes alimentados com ração não suplementada. Para observar a evolução dos efeitos da própolis foram realizadas duas amostragens. Metade dos peixes de cada tratamento foi utilizada após 15 dias e a outra metade, após 21 dias. Ao final do prazo de cada tratamento os peixes foram anestesiados e eutanasiados para coleta de sangue e do baço e rim para histologia. Após 21 dias de alimentação com ração suplementada com própolis 2% os peixes apresentaram menores números totais de leucócitos e linfócitos bem como aumento no número de eritrócitos. Aumento no número de centros de melanomacrófagos foi observado no baço dos peixes alimentados com ração suplementada com própolis. Em todos os baços corados pelo método de Perl foi observada presença de hemossiderina. Os rins corados pelo método de Perl não apresentaram diferença significativa quanto à presença ou ausência de centros de melanomacrófagos com hemossiderina e hemossiderinúria. Apesar das diferenças encontradas o estado de higidez dos peixes não foi afetado. Os resultados mostraram que a própolis é uma possibilidade fisiologicamente viável na suplementação das rações de tilápias do Nilo <br>The influence of propolis supplementation in the diet of Nile tilapia on the haematological parameters and histology of spleen and kidney was analyzed. After acclimation for 5days the fish were distributed in 6 tanks 100 L, 6 fish per tank with 24.7 ± 7.4 g mean weight in triplicate at a temperature 24.0 ± 2.8oC, at two treatments: Fish fed propolis 2% supplemented diet and fish fed unsupplemented diet. To observe the evolution of the effects of propolis, two samples were taken. Half of fish from each treatment were used after 15 days and the other half after 21 days. At the end of each feeding time the fish were anesthetized and euthanized for blood collection and the spleen and kidney removed and fixed for histopathology. Twenty one days after feeding with propolis 2% supplemented diet the fish showed lower number of total leucocytes and lymphocytes as well as an increase in the erythrocytes number. Increased number of melanomacrophages centers was found in fish fed propolis supplemented diet. All spleen samples stained by the Perl method showed hemosiderin. The kidney stained by the Perl method showed no significant difference on the presence of melanomacrophages centers containing hemosiderin and hemosiderinuria. Despite the fact of such alterations, the fish health state was not affected. The results showed that propolis supplementation in the diet of Nile tilapia is a possibility for enhancement the fish health.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Aquicultura, Florianópolis, 2013.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/106785
Data: 2013


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
322366.pdf 2.639Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar