Autonomia e interdependência: sistema de crenças parentais de mães resistentes em pequenas cidades e capitais do Brasil

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Autonomia e interdependência: sistema de crenças parentais de mães resistentes em pequenas cidades e capitais do Brasil

Mostrar registro completo

Título: Autonomia e interdependência: sistema de crenças parentais de mães resistentes em pequenas cidades e capitais do Brasil
Autor: Macarini, Samira Mafioletti
Resumo: O presente estudo teve como objetivo investigar dimensões de autonomia e interdependência no sistema de crenças maternas no Brasil. Participaram do estudo 606 mães, maiores de 18 anos, com pelo menos um filho de até seis anos de idade, distribuídas em dois tipos de contexto (capitais e pequenas cidades) em seis estados brasileiros. As mesmas foram entrevistadas, individualmente, através de escalas de Alocentrismo Familiar, Crenças sobre Práticas de Cuidado e Metas de Socialização. Foram realizadas análises de comparação de média (teste t) para grupos independentes e pareados, correlações de Pearson e análise de regressão. Os resultados indicaram que embora as mães dos dois contextos valorizem a autonomia, as mães residentes nas cidades pequenas atribuíram ainda maior importância a dimensão de interdependência; enquanto que mães das capitais valorizaram igualmente as duas dimensões tanto nas crenças sobre práticas quanto em suas metas de socialização. Mães das cidades pequenas ainda apresentaram maior grau de alocentrismo familiar. Nesse sentido, comprovou-se que o contexto de residência pode ser considerado uma variável relevante na modulação das crenças maternas. Além disso, a análise de regressão indicou uma correlação positiva entre os anos de escolaridade da mãe e a importância atribuída à autonomia. Por outro lado, a interdependência mostrou-se relacionada com menor escolaridade da mãe, menor idade da criança, menor renda e menor número de cômodos na residência. Os resultados são discutidos em termos de sua contribuição para o entendimento da complexa relação entre dimensões de autonomia e interdependência nas crenças maternas, apontado para a coexistência de ambas tanto a nível cultural quanto individual.This study aimed to investigate characteristics of Brazilian mothers# beliefs system, in the dimensions of autonomy and interdependency. A group of 600 women, older than 18 years, with at least one child less than six years old, from six Brazilian States, distributed in two types of contexts (capitals and small cities) participated of the study. They were individually interviewed with Scales of Allocentrism, Beliefs about Parental Practices and Socialization Goals. Paired and Independent samples t tests, Pearson Correlations and Regression analysis were performed. The results indicate that although mothers from both contexts value autonomy, mothers inhabiting small towns considered the relational dimension as more important; whereas mothers inhabiting the capitals valued equally both dimensions either in their beliefs about practices and on their socialization goals for their children. Mothers from small towns have a higher mean score of allocentrism than mothers residing in capital. Thus place of residence proved to be a relevant variable in the modulation of maternal beliefs. Also, the regression analysis showed a positive correlation between years of schooling of mother and the importance attributed to autonomy. On the other hand, the interdependence was related with less years of schooling of mother, younger children, lower income and less number of rooms in the residence. The results of the study are discussed in terms of their contribution to the understanding of the complex relationship between dimensions of autonomy and interdependence in mothers# beliefs system, indicating for the co-existence of both dimensions in a cultural and individual approach.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2009.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/106670
Data: 2013-12-05


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
274178.pdf 1.554Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar