A Importância das Reservas Internacionais Brasileiras: uma análise do custo-benefício da utilização via política econômica com enfoque na atual crise do sistema financeiro internacional

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A Importância das Reservas Internacionais Brasileiras: uma análise do custo-benefício da utilização via política econômica com enfoque na atual crise do sistema financeiro internacional

Mostrar registro completo

Título: A Importância das Reservas Internacionais Brasileiras: uma análise do custo-benefício da utilização via política econômica com enfoque na atual crise do sistema financeiro internacional
Autor: Menezes, João Vitor Barboza de
Resumo: Atualmente, convive-se com um cenário político mundial de incertezas e instabilidade econômica. A recente crise financeira de 2008 externalizou um grave problema no processo de globalização financeira que é a falta de regulamentação do sistema financeiro, além da sua forte interligação entre as economias e da sua capacidade de propagação por elas. Constatam-se também algumas consequências no que diz respeito à atuação dos bancos centrais e as políticas de combate à crise, como, por exemplo, o alto endividamento dos países europeus e o aumento da desconfiança dos agentes econômicos. Acerca desse contexto, o objetivo desse trabalho é analisar uma das principais ferramentas das quais alguns países, principalmente o Brasil, vêm adotando como medida de proteção e combate a essas crises econômicas. Nos últimos anos, mais precisamente desde 2006, o Brasil adotou uma política de acúmulo de reservas. Com a finalidade de estimular a recuperação do crescimento econômico, reestabelecer a solidez econômica e de solvência, readquirir a confiança dos investidores e reequilibrar o fluxo de capitais, o Brasil, assim como também as maiores economias emergentes, tem utilizado as reservas internacionais como um seguro anti-crise. Essas reservas apresentam um custo de manutenção que está basicamente ligado ao spread entre a taxa de juros interna, que remunera os títulos públicos federais contraídos pelo BCB para retenção das reservas, e a taxa de juros externa, paga pelas aplicações delas em títulos soberanos de alta liquidez. Além desse fator, a análise do custo também leva em consideração a alteração da taxa de câmbio incidente nesses ativos estrangeiros, caracterizando-se positivamente quando há uma desvalorização do câmbio doméstico e negativamente quando há uma valorização. Em relação aos benefícios que as reservas trazem ao país, destaca-se o papel importante nas políticas de estímulo e de expansão da economia em períodos de crise, além de também influenciarem na credibilidade de um país devedor, adquirindo maior confiança externa, principalmente através dos upgrades atribuídos pelas agências classificadoras de risco.
Descrição: TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Curso de Graduação em Ciências Econômicas.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/103872
Data: 2012


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização Descrição
Monografia do Joao Menezes.pdf 1.101Mb PDF Visualizar/Abrir PDF

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar