Engenharia da integração do capital intelectual nas organizações intensivas em conhecimento participantes de fusões e aquisições

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Engenharia da integração do capital intelectual nas organizações intensivas em conhecimento participantes de fusões e aquisições

Mostrar registro completo

Título: Engenharia da integração do capital intelectual nas organizações intensivas em conhecimento participantes de fusões e aquisições
Autor: Freire, Patrícia de Sá
Resumo: As fusões e aquisições (F&A) são caminhos utilizados pelas empresas como alavancas para rápido crescimento em mercados competitivos. Porém, essas operações têm incluído dificuldades pós-operatórias na consolidação dos ativos intangíveis do capital intelectual levando à perda do valor das marcas e das ações das empresas participantes. A mensuração do capital intelectual faz-se necessária para todas as empresas participantes de F&A e, para as organizações intensivas em conhecimento (OIC) esta necessidade apresenta um maior impacto visto que o valor na sua cadeia de transformação é advindo de ativos intángíveis. Para estas organizações é importante mensurar a aderência do capital intelectual da adquirente e adquiridas. Esta constatação gerou a questão de pesquisa de como mensurar a aderência do capital intelectual das OICs envolvidas em F&A, diminuindo-se as incertezas da fase de integração. E, consequentemente, delimitou-se o objetivo de propor um método para mensuração dessa aderência. Identificou-se que as pesquisas científicas estão focadas no desenvolvimento de modelos para a mensuração do capital intelectual, mas, no contexto das F&A, é preciso ir além, mensurando a aderência dos ativos intangíveis do capital intelectual das áreas correlatas da adquirente e adquirida. Em um estudo interdisciplinar foram elaborados três pressupostos: cria-se valor às adquirentes e adquiridas por meio da gestão do capital intelectual; é possível gerenciar os problemas de integração se a empresa adquirente levar em conta a gestão dos ativos intangíveis do capital intelectual e; quanto maior a aderência entre os ativos intangíveis a serem integrados, menor será a taxa de incerteza de sucesso da operação. Realizou-se uma pesquisa qualitativa, mediante levantamento bibliográfico, documental e percepção de especialistas com base em entrevistas para aplicação de questionários. Foram identificados os ativos intangíveis, definidos pelo modelo referência Intellectus nas OIC da área de Tecnologia da Informação (TI), mapeando-os por área corporativa como elementos e subelementos do capital intelectual. A análise dos dados caracteriza-se como multiparadigmática descritiva, diagnóstica e propositiva. Foram alcançadas sete contribuições teórico-empíricas para a área de F&A entre OIC do setor de TI: (1) contrução de visão multiparadigmática sobre os problemas de integração de F&A ampliando as explicações disciplinares da área de administração e gestão; (2) utilização da dimensão interdisciplinar da engenharia e gestão do conhecimento (EGC) para entendimento do conhecimento a ser integrado e gerenciado nas OIC, entendendo-o como processo e produto; (3) revisão do modelo Intellectus e a sua adaptação à OIC participantes de F&A; (4) consolidação de lista de ativos intangíveis agregadores de valor aos bens e serviços das OIC do setor de TI; (5) proposições de práticas de gestão do conhecimento para a fase de integração das OIC após F&A, como a formação de Grupo Colaborativo e a participação pro ativa de um gestor do conhecimento e dos líderes; (6) definição de princípios e orientações para as OIC seguirem durante as três fases de F&A - due dilligence, negociação e integração; (7) proposição da Engenharia da Integração, o método para a mensuração e gestão da aderência futura dos ativos intangíveis das áreas correlatas entre adquirente e adquirida determinando a taxa de incerteza da operação. Esta pesquisa foi validada nas concepções relacionadas às fases de formulação, de desenvolvimento e de resultados da pesquisa. O método proposto, chamado de Engenharia da Integração, teve sua aplicabilidade conferida ao contexto organizacional analisada por especialistas participantes de F&A.<br>Abstract : Mergers and acquisitions (M & A) are paths used by companies as levers for fast growth in competitive markets. However, these operations have experienced postoperative difficulties in the consolidation of intangible assets intellectual capital leading to brand value losses as well as their stock market value. The intellectual capital measurement is necessary for companies in M & A processes and even more striking for the knowledge intensive organizations (KIO) as its production chain value comes from their intangible assets. For these organizations it is important to measure the aherence of the intellectual capital between the acquirer and acquired.This finding led the research question of how to measure the adherence of the intellectual capital of KIO#s involved in M & A, decreasing the uncertainties during the integration phase. And thus was delimited in order to propose a method for measuring this adhesion. It was identified that the scientific research is focused on model development for measuring intellectual capital, but in M & A context, you must go beyond measuring the adhesion of intangible assets intellectual capital of the related areas of the acquirer as well as the acquiree. In an interdisciplinary study were drawn three assumptions: it creates value to acquirers and acquired by managing intellectual capital, you can manage integration issues if the acquiring company take into account the management of intangible assets and intellectual capital, as the greater adhesion between the intangibles to be integrated, the smaller the uncertainty of success rate of the deal. We conducted a qualitative research through literature, documentary and expert insight based on interviews to questionnaires aplication. We identified intangible assets, defined by Intellectus reference model in the KIO's of the area of Information Technology (IT), chart them as per the corporate elements and sub-elements of intellectual capital.Data analysis is characterized as multiparadigmatic descriptive, diagnostic and purposeful.Were achieved seven theoretical and empirical contributions into the M & A field among KIO IT sector:(1) a multiparadigmatic view about the M & A integration issues expanding disciplinary explanations about the administration and management field, (2) use of the interdisciplinary engineering dimension and knowledge management (EGC) for understanding the knowledge to be integrated and managed in the KIO, considering it as a process and product,(3) review the Intellectus model and its adjustment to M & A participants from KIO; (4) consolidated list of intangible assets aggregators value to goods and services from KIO IT sector, (5) knowledge management practices proposition for the integration phase of the KOI after M & A, such as the formation of Collaborative Group and the proactive participation of a manager's knowledge and leaders; (6) Principles and Guidelines for the KIO to be followed during the three phases of M & A - due diligence, negotiation and integration; (7) Engineering Integration proposition, the further adherence measurement and management method of the intangible assets of related areas between the acquirer and acquiree determining the uncertainty operation rate. This research was validated in their concepts related to the phases of design, development and search results. The proposed method, called Integration Engineering , had given its applicability to the organizational context analyzed by M & A experts.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Florianópolis, 2012.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/100457
Data: 2012


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
314914.pdf 4.354Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar