As relativas livres no português brasileiro

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

As relativas livres no português brasileiro

Mostrar registro completo

Título: As relativas livres no português brasileiro
Autor: Marchesan, Ani Carla
Resumo: Este trabalho é dedicado ao estudo do funcionamento das Relativas Livres do português brasileiro (PB) pelo viés da Gramática Gerativa. A ideia básica é que as Relativas Livres são sentenças encaixadas que não têm, nem podem ter um núcleo nominal. Isso ocorre porque o pronome relativo delas é especificado, ou seja, embute o que seria o núcleo nominal de uma relativa com núcleo. Além disso, uma Relativa Livre é uma sentença-wh que tem que respeitar as exigências oriundas da sentença matriz (Requerimento de Compatibilidade). Assim, os objetivos deste trabalho são: primeiro, identificar as propriedades comuns entre três tipos de Relativas Livres do PB: as relativas livres, as relativas livres transparentes e as relativas livres não indicativas, que são divididas em infinitivas e subjuntivas. Segundo, distinguir as Relativas Livres de outras sentenças encaixadas introduzidas por pronomes-wh, como as relativas com núcleo e as interrogativas. E, por último, com base nas análises desenvolvidas para as Relativas Livres, apresentar uma que dê conta do comportamento dessas sentenças no português brasileiro. Com esse estudo constatamos, entre outros aspectos, que as Relativas Livres têm propriedades que permitem dar a elas uma análise unificada. Em adição, constatamos que as chamadas relativas livres infinitivas que não respeitam o Requerimento de Compatibilidade na verdade não são Relativas Livres, mas relativas com núcleo nominal implícito.This work is concerning at the study of the functioning of Free Relatives in Brazilian Portuguese (BP), via Generative Grammar. The basic idea is that these sentences are embedded and they do not have, nor can have a nominal head. This is because the relative pronoun of them is specified, that is, they embed the nominal head of a headed relative. Furthermore, a Free Relative is a sentence that has to match the requirements arising from matrix judgment (Matching Requirement). Thus, this work aims at: first, to identify the common properties between three types of BP Free Relative: free relatives, transparent free relatives and non-indicative free relative, which are divided into subjunctive and infinitive. Second, to distinguish Free Relatives from others embedded sentences introduced by wh-pronouns, such as headed relatives and embedded interrogatives. Finally, based on analyzes developed for Free Relatives, we want to present one that explain the behavior of these sentences in BP. With this study, we notice that Free Relatives have properties that allow us to give them a unified analysis. In addition, we found that the called Infinitival free relatives that not respect the Matching Requirements are not actually Free Relatives, but relatives with an implicit nominal head.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Linguística.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/100448
Data: 2012


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
311584.pdf 1.084Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar