Uma contribuição aos ambientes virtuais de aprendizagem (AVA) suportados pela Teoria da Cognição Situada (TCS) para pessoas com deficiência auditiva

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Uma contribuição aos ambientes virtuais de aprendizagem (AVA) suportados pela Teoria da Cognição Situada (TCS) para pessoas com deficiência auditiva

Mostrar registro completo

Título: Uma contribuição aos ambientes virtuais de aprendizagem (AVA) suportados pela Teoria da Cognição Situada (TCS) para pessoas com deficiência auditiva
Autor: Schneider, Elton Ivan
Resumo: A Educação a Distância no Brasil tem crescido exponencialmente, impulsionando desafios no uso das Tecnologias de Informação e Comunicação por meio da utilização de Ambientes Virtuais de Aprendizagem. O fato enseja o surgimento de novas propostas pedagógicas, cada vez mais voltadas à inclusão do aluno com deficiência física e/ou sensorial, na perspectiva de uma educação aberta e longe das barreiras que ainda excluem pessoas com deficiências do processo ensino-aprendizagem. Tendo por suporte a Teoria da Cognição Situada como critério de aprendizagem colaborativa, este trabalho objetivou precisar quais são e de que forma apresentam-se os pressupostos dessa teoria mais adequados à formação de uma Comunidade de Prática de alunos com surdez ou deficiência auditiva em Ambiente Virtual de Aprendizagem. Após revisão sistemática da literatura, o trabalho de empiria foi realizado na forma de questionário junto a alunos com surdez ou deficiência auditiva do Grupo Educacional Uninter, Instituição de Ensino Superior do Brasil com sede em Curitiba (PR). A metodologia envolveu a realização de um vídeo com orientações para participação de alunos, tutores e coordenadores de polo na área de EAD da instituição, que contou com intérprete da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). Também exigiu a realização de videoconferência junto aos representantes dos polos de apoio presencial, o pesquisador, e demais profissionais ligados ao atendimento dos 228 alunos com necessidades educativas especiais matriculados na IES, dentre os quais o público-alvo desta pesquisa: 54 alunos surdos ou com deficiência auditiva. Em 20 questionários que retornaram na forma on line, por escrito, foram analisadas as respostas de alunos do curso de Pedagogia e dos Cursos de Tecnologia Superior, nas modalidades presencial e a distância. A pesquisa demandou recomendações para quatro diferentes áreas de atuação pertinentes ao aluno com surdez ou deficiência auditiva: a constituição do projeto pedagógico; o uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem, a criação de Comunidades de Prática e a inclusão. Deste trabalho foi possível concluir que a Teoria da Cognição Situada apresenta pressupostos de suporte à formação das Comunidades de Prática que podem contribuir para a inclusão de alunos surdos no processo ensino-aprendizagem por meio de Ambientes Virtuais de Aprendizagem acessíveis.<br>Abstract : Distance Education in Brasil has grown exponentially, driving challenges in the use of Information and Communication, through the use of Virtual Learning Environments. The fact gives rise to the emergence of new educational proposals, increasingly focused on the inclusion of students with physical disabilities and / or sensory impairment, with a view to open education and distance barriers that still exclude people with disabilities from the teaching-learning process. Having support for the theory of Situated Cognition as a criterion for collaborative learning, this study aimed to specify what they are and how we present the assumptions of this theory best suited to the formation of a Community of Practice for students with deafness or hearing impairment in Virtual Environment Learning. After a systematic review, the empirical work was conducted as a questionnaire to students with deafness or hearing impairment UNINTER Educational Group, Institution of Higher Education of Brasil located in Curitiba (PR). The methodology involved the use of a video with guidelines for participation of students, tutors and coordinators pole in the area of distance education institution, which had the participation of the interpreter of Brazilian Sign Language (LIBRAS). It also demanded the videoconferencing together with the representatives of the poles supporting face, the researcher, and other professionals associated with attendance of 228 students with special needs, among which the target audience of this research: 54 students who are deaf or hearing. In 20 questionnaires returned in the form online, written, analyzed the responses of students of Pedagogy and Technology Higher Courses in modalities and distance. The research recommendations demanded to four different areas relevant to the student with deafness or hearing impairment: the constitution of the education program, the use of Virtual Learning Environments, the creation of Communities of Practice and inclusion. From this work it was concluded that the Theory of Situated Cognition presents assumptions supporting the formation of communities of practice that may contribute to the inclusion of deaf students in the teaching-learning through virtual learning environments accessible.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Florianópolis, 2012
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/100371
Data: 2012


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
310275.pdf 2.248Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar