Influência da contaminação pela fumaça do cigarro na resistência de união entre dentina e resina composta utilizando-se dois sistemas adesivos: um estudo in situ

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Influência da contaminação pela fumaça do cigarro na resistência de união entre dentina e resina composta utilizando-se dois sistemas adesivos: um estudo in situ

Mostrar registro completo

Título: Influência da contaminação pela fumaça do cigarro na resistência de união entre dentina e resina composta utilizando-se dois sistemas adesivos: um estudo in situ
Autor: Almeida, Adriano Gondim
Resumo: O objetivo deste estudo, in situ, foi avaliar a influência da fumaça do cigarro na resistência de união entre a resina composta e a dentina. Doze voluntários foram divididos em 3 grupos de 4 indivíduos: Grupo Controle, não fumantes; Grupo F10, voluntários que fumam aproximadamente 10 cigarros por dia; e Grupo F20, voluntários que fumam aproximadamente 20 cigarros por dia. Cada voluntário utilizou, por 20 dias, um dispositivo intraoral que continha hemidiscos de dentina fixados na porção palatal de acrílico, com a superfície voltada para a cavidade oral. Posteriormente, os hemidiscos foram removidos do dispositivo e restaurados com resina composta (Z350, 3M ESPE) utilizando o sistema adesivo Adper Scotchbond Multi-Uso (condicionamento total de três passos) ou o Clearfil SE Bond (autocondicionante de dois passos). Os hemidiscos restaurados foram submetidos a cortes sequenciais para se obterem filetes com área de secção transversal de aproximadamente 0,8 mm2 para ensaio de microtração, ao qual foram submetidos posteriormente com velocidade de travessa de 0,5 mm/min. Hemidiscos representativos de cada grupo foram analisados em microscópio eletrônico de varredura (MEV), revelando remoção parcial da lama dentinária após condicionamento ácido total, o que poderia oferecer maior resistência ao condicionamento ácido total. A análise estatística dos resultados (Testes t de Student) mostrou que a fumaça do cigarro não influenciou significativamente os valores de adesão ao se utilizar o Scotchbond Multi-Uso, mas, ao se utilizar o sistema adesivo autocondicionante Clearfil SE Bond, os valores reduziram-se significativamente. Pode-se concluir que a contaminação pela fumaça do cigarro interferiu na resistência de união à dentina ao se utilizar o sistema adesivo autocondicionante e que, diante de uma dentina contaminada por fumaça do cigarro, o sistema adesivo de condicionamento total de três passos apresentou melhor desempenho.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Florianópolis, 2010
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/93982
Data:


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
284786.pdf 2.094Mb PDF Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar