Administração da sustentabilidade ambiental na indústria sucroalcooleira: uma discussão teórica

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Administração da sustentabilidade ambiental na indústria sucroalcooleira: uma discussão teórica

Mostrar registro completo

Título: Administração da sustentabilidade ambiental na indústria sucroalcooleira: uma discussão teórica
Autor: Lima, Jose Rodolfo Tenorio
Resumo: Nesta dissertação busca-se realizar uma discussão teórica a respeito do processo de internalização da administração da sustentabilidade ambiental no setor sucroalcooleiro, dando ênfase ao fato ocorrido na Usina Coruripe Matriz. O trabalho tem como característica ser empírico-teórico. A parte empírica da pesquisa visa descrever o movimento que vem ocorrendo no setor sucroalcooleiro com relação ao desenvolvimento de práticas de sustentabilidade ambiental. A mesma foi subdividida em duas etapas: uma com pesquisa bibliográfica, sobre o setor sucroalcooleiro; e a outra realizou um estudo de caso na Usina Coruripe Matriz. No estudo de caso o instrumento de coleta de dados foi entrevista, usando questionário-fechado. O questionário foi elaborado a partir de um instrumento de avaliação de organizações que está sendo desenvolvido pelo o grupo de pesquisa Núcleo Interdisciplinar de Estudos em Gestão da Produção e Custos - NIEPC. Para a discussão teórica optou-se pelo uso dos constructos teóricos de Jürgen Habermas e Niklas Luhmann. Em Habermas utilizam-se os conceitos de mundo da vida, esfera pública e política deliberativa. Seu uso possibilita uma visão crítica sobre a limitada percepção dos sistemas. Já a teoria de sistemas de Luhmann ajuda a entender a concepção das organizações como sistemas, pois os sistemas, segundo sua teoria, são auto-referentes, autopoiéticos e operacionalmente fechados. A partir desta base teórica, introduzimos o conceito de "esfera pública ambiental", como reflexo das críticas a racionalidade econômica, onde o resultado das discussões realizadas nesta esfera é a ideia de sustentabilidade. A partir da emergência da ideia de sustentabilidade, como forma de desenvolvimento, o campo das organizações passa a ter novas demandas, dentre elas uma melhor interação com o ambiente natural. Com esta conjuntura, desenvolve-se a administração da sustentabilidade ambiental, como forma de gerar esta adequação. Conclui-se, com a discussão teórica sobre os fatos investigados empiricamente, que os sistemas (organizações) podem desencadear problemas para a sua própria sobrevivência, por meio da limitada percepção do ambiente externo.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Administração, Florianópolis, 2010
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/93769
Data:


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
279879.pdf 2.002Mb PDF Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar