Classes de comportamentos profissionais que compõem a formação do psicólogo para intervir por meio de pesquisa sobre fenômenos psicológicos, derivadas a partir das diretrizes curriculares nacionais para cursos de graduação em psicologia e da formação desse profissional

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Classes de comportamentos profissionais que compõem a formação do psicólogo para intervir por meio de pesquisa sobre fenômenos psicológicos, derivadas a partir das diretrizes curriculares nacionais para cursos de graduação em psicologia e da formação desse profissional

Mostrar registro completo

Título: Classes de comportamentos profissionais que compõem a formação do psicólogo para intervir por meio de pesquisa sobre fenômenos psicológicos, derivadas a partir das diretrizes curriculares nacionais para cursos de graduação em psicologia e da formação desse profissional
Autor: Viecili, Juliane
Resumo: A formação profissional de psicólogos no Brasil é discutida desde a regulamentação da profissão em 1962 e a implementação do Currículo Mínimo em 1963. Desde então, muito conhecimento foi produzido em Psicologia e ocorreram mudanças sociais que contribuíram para que a formação em Psicologia sofresse uma diversidade de críticas por parte das próprias entidades responsáveis pela formação de psicólogos. Com a necessidade de Diretrizes Curriculares (a partir da LDB, 1996), como orientadoras da organização do ensino de graduação no país foram realizadas discussões sobre a reestruturação da formação de psicólogos na superação de formação técnica característica da atuação até então e culminou na aprovação das Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Psicologia (DCNP), em 2004. A reestruturação curricular dos cursos de Psicologia no Brasil foi feita com a exigência de garantir ao psicólogo ser capaz de intervir diretamente sobre fenômeno psicológico e indiretamente por meio de produção de ensino e de pesquisa. Dessa forma, surge a necessidade de produzir conhecimento sobre "quais classes de comportamentos profissionais compõem a formação do psicólogo para intervir por meio de pesquisa, derivadas das Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Graduação em Psicologia e da formação desse profissional?" Para responder essa questão foram examinados: o documento das DCNP; três projetos de cursos em Psicologia; 84 instruções de um curso de formação científica, 37 textos e manuais de metodologia e uma dissertação de mestrado sobre formação científica. Dessas fontes de informações foram identificadas ou derivadas classes de comportamentos profissionais que necessitam ser desenvolvidas por psicólogos para serem capazes de intervir indiretamente por meio de pesquisa sobre fenômenos psicológicos. As classes de comportamento foram identificadas nas fontes de informações por meio da análise das sentenças gramaticais, nas quais o sujeito expresso nas sentenças gramaticais é referente ao profissional formado; o verbo é referente ao que necessita ser realizado pelo sujeito (classes de respostas do organismo) e o complemento expressa os aspectos do meio com o qual o sujeito deverá realizar algo (classes de estímulos). As classes foram organizadas em sistemas comportamentais por graus de abrangência, representados em diagramas de decomposição. Foram elaborados dois sistemas comportamentais: um referente às classes de comportamentos identificadas ou derivadas do documento das DCNP e outro referente às classes de comportamentos identificadas ou derivadas dos documentos acerca da formação científica. Foram identificadas ou derivadas 21 classes de comportamentos relativas à intervenção por meio de pesquisa a partir das DCNP e 1734 dos documentos acerca da formação científica. As classes de comportamentos identificadas ou derivadas das DCNP parecem ser insuficientes para uma organização homogênea das competências ou comportamentos que necessitam constituir a formação científica do psicólogo. O processo de identificar ou derivar classes de comportamentos dos documentos acerca da formação científica possibilita ampliar em termos de quantidade as classes identificadas nas DCNP. Um exame das classes de comportamentos identificadas nos documentos possibilitou notar que, de modo geral, ainda há ênfase em competências relativas à formação técnica do psicólogo. Por outro lado, a organização das classes identificadas nos documentos segundo critério de abrangência possibilitou avaliar a pertinência dessas classes e, por meio de procedimento de decompor classes complexas e abrangentes em classes menos abrangentes, descobrir outras classes constituintes do sistema comportamental que caracteriza a função social e científica de um profissional de nível superior.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/91417
Data: 2008


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
252779.pdf 13.03Mb PDF Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar