Empresas familiares e o processo sucessório

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Empresas familiares e o processo sucessório

Mostrar registro completo

Título: Empresas familiares e o processo sucessório
Autor: Netto Júnior, Ailton
Resumo: No Brasil, observa-se que a gestão empresarial familiar é pouco estudada no âmbito acadêmico, havendo mesmo, um hiato nos dados sobre o tema, o que é preocupante, devido ao grande número de empresas familiares que compõe o cenário nacional. A globalização e os avanços tecnológicos e a luta para se consolidar num mercado cada vez mais competitivo vêm forçando as organizações a promoverem mudanças gerenciais e estruturais para se adequarem aos novos desafios. Há aproximadamente três décadas, empresas familiares da Europa e dos Estados Unidos vêm passando por fortes transformações, o que não sucedeu no Brasil. O objetivo central desta dissertação é analisar o processo sucessório na empresa em estudo, focando as crises administrativas que culminaram com a sua venda, e discutir o processo de sucessão na empresa familiar a partir dos fatores que levaram à crise sucessória na Empresa Delta. Este estudo caracteriza-se como exploratório descritivo, sendo que a pesquisa realizada foi de caráter qualitativo e com aplicação em um estudo de caso, em que o principal método utilizado para a obtenção de dados foi uma entrevista estruturada, direcionada a funcionários e ex-funcionários dos mais diversos cargos e simpatizantes da família controladora. Compilados os dados, pode-se identificar os períodos críticos do processo sucessório, que levaram à venda do controle acionário da empresa para o grupo multinacional Beta. Pontos fortes e fracos do período também foram levantados. No final do trabalho, apresenta-se a origem dos problemas. São apresentadas, também, as conclusões e as recomendações, que poderão vir a ser utilizadas por outras empresas familiares como elementos norteadores de novas políticas de gerenciamento e gestão dos processos sucessórios em empresa familiar.It is noticeable that, in Brazil, the study of family company management is neglected. The lack of data on the subject is worrying, given the impressive number of such companies in that country. The phenomenon of globalization, the technological advance, and the struggle to set a steady position in a competitive market have been driving the corporations into management and organizational changes to face the new challenges. For about three decades, family companies in Europe and the United States have been suffering a deep transformation, unlike in Brazil. The main point of this essay is to examine the difficulties that arise from the transference of these companies to the heirs, focusing on the periods of its management crisis and its sale. The core of this research is to try finding the reasons that eventually caused the sale of the company. This is a descriptive and exploratory research, being the research itself of qualitative character, with the use of a case study. The main method applied to collect the data was planned interviews with former employees and people related to the company or its owners. Once compiled, the data can point out the critical moment that eventually caused the sale of the company control to the #X# corporation. Major events [political and economical] were also considered. At the end, the source of the problems is shown and recommendations that might prove useful for other family companies are summed up.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Florianópolis, 2003.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/84811
Data:


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
275240.pdf 444.7Kb PDF Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar