A noção de felicidade em Kant

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A noção de felicidade em Kant

Mostrar registro completo

Título: A noção de felicidade em Kant
Autor: Scherer, Berta Rieg
Resumo: Na presente dissertação de mestrado, cujo título é A Noção de felicidade em Kant nos baseamos no estudo de três obras, a saber, A Fundamentação da Metafísica dos Costumes (1785), a Crítica da Razão Prática (1788), e a Doutrina da Virtude (segunda parte da Metafísica dos Costumes) (1797), nas quais procuramos compreender o conceito de felicidade no interior do sistema moral desse autor. Analisamos o conceito de felicidade em Kant caracterizando as suas diferentes acepções e considerando os possíveis problemas que a busca e a posse da felicidade transformada em princípio pode desencadear no ser humano. Com o auxílio da leitura de comentadores da teoria kantiana apresentamos uma alternativa na qual é possível encontrarmos a felicidade sensível sem deixarmos de cumprir a lei moral, isto é, tentarmos harmonizar o mundo sensível e o mundo numênico presentes em nossa pessoa, ou seja, vivenciarmos o soberano bem entre nós.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Filosofia.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/84765
Data: 2003


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
199714.pdf 622.1Kb PDF Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar